fbpx
Loader
OBSERVATÓRIO divulga Relatório de ações do Maio Amarelo 2021
27766
post-template-default,single,single-post,postid-27766,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

OBSERVATÓRIO divulga Relatório de ações do Maio Amarelo 2021

OBSERVATÓRIO divulga Relatório de ações do Maio Amarelo 2021

Um viva a cada apoiador do maior Maio Amarelo de todos!

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária divulga esta semana a publicação “Maio Amarelo – Relatório de Ações 2021”, o material é um compilado que reúne as ações desenvolvidas durante o mês de maio pela iniciativa privada, poder público e sociedade. A publicação também apresenta detalhes da campanha deste ano “Respeito e Responsabilidade. Pratique no Trânsito”, estrelada pelo ator Lima Duarte.

O Movimento Maio Amarelo 2021 contou com o apoio principal da CNT (Confederação Nacional dos Transportes) SEST/SENAT (Serviço Social do Transporte/ Serviço Nacional de Aprendizagem do Trânsito). Com esse patrocínio, foi possível disponibilizar as peças da campanha, de forma gratuita, para toda a sociedade, para ajudar no trabalho de conscientização sobre a segurança no trânsito.

Em sua oitava edição, é notório o crescimento do Movimento Maio Amarelo junto às mais variadas camadas da sociedade brasileira, e principalmente, à iniciativa privada. São dezenas de milhares de indivíduos, centenas de instituições e mais outras milhares de empresas que abraçam a causa da segurança viária e levam a mensagem da importância de um trânsito seguro para seus públicos, parceiros, colaboradores ou para dentro de suas casas, buscando com que cada vez mais cidadãos abracem essa causa que é de todos nós.

“Hoje agradecemos a todos vocês que participaram e fazem parte desse trabalho! Nosso muito obrigado a você, que fez e continuará fazendo a diferença para o nosso imenso País!”

José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO

No Comments

Post A Comment