fbpx
Loader
OBSERVATÓRIO FALA SOBRE AUMENTO DE MORTES NO TRÂNSITO BRASILEIRO AO FALA BRASIL DA RECORD TV
29551
post-template-default,single,single-post,postid-29551,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

OBSERVATÓRIO FALA SOBRE AUMENTO DE MORTES NO TRÂNSITO BRASILEIRO AO FALA BRASIL DA RECORD TV

OBSERVATÓRIO FALA SOBRE AUMENTO DE MORTES NO TRÂNSITO BRASILEIRO AO FALA BRASIL DA RECORD TV

Apesar de menor circulação de pessoas durante a pandemia, o trânsito registra a marca assustadora de três mortes por hora

Imprudências de motoristas e de motociclistas lideram o mais recente levantamento realizado pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária sobre mortes de trânsito no Brasil em 2020 e apresentado pelo Fala Brasil, da Record TV, na última segunda-feira (02/05). Conforme os dados, o número de mortes no trânsito aumentou 2% no Brasil no período de pandemia e restrições de circulação.

Com base nos números definitivos de mortalidade no trânsito publicados pelo DataSUS (Ministério da Saúde) e compilados pelo OBSERVATÓRIO, a produção do Fala Brasil, da RecordTV, acompanhou o atendimento da equipe do Samu e do Corpo de Bombeiros em duas ocorrências de resgate de vítimas de trânsito na cidade de São Paulo.

Conforme o levantamento, foram 32.716 mortes no trânsito em 2020, 771 a mais que em 2019, quando foram registrados 31.945 óbitos no trânsito brasileiro. Segundo José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, a mudança na forma de deslocamento das pessoas pode ter ocasionado esse aumento de mortes no trânsito.

“Tivemos questões de mudanças de modais, ou seja, muita gente que tinha preocupação em não usar o transporte público, por exemplo, começou a se deslocar de motocicleta ou de bicicleta, ou fazer o trajeto muitas vezes a pé”, destacou Ramalho.

O diretor-presidente do OBSERVATÓRIO aproveitou a ocasião para enviar uma mensagem de conscientização e apoio ao Movimento Maio Amarelo, mês voltado para o desenvolvimento de ações com envolvimento de toda a sociedade em prol da segurança para o trânsito.

“Não é só o Bombeiro, enfermeiro ou médico. Eu também posso salvar uma vida. A partir do momento em que eu paro em uma faixa de pedestres, que eu não uso o celular enquanto dirijo, que eu não bebo quando vou dirigir. Que eu uso o cinto de segurança e respeito o limite de velocidades. Protocolos de segurança simples que salvam vidas”, finalizou Ramalho.

Assista à matéria completa: https://recordtv.r7.com/fala-brasil/videos/transito-registra-a-marca-de-tres-mortes-por-hora-02052022

No Comments

Post A Comment