fbpx
Loader
PESQUISA SOBRE SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO É DESTAQUE NO PORTAL DE NOTÍCIAS G1
29972
post-template-default,single,single-post,postid-29972,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

PESQUISA SOBRE SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO É DESTAQUE NO PORTAL DE NOTÍCIAS G1

PESQUISA SOBRE SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO É DESTAQUE NO PORTAL DE NOTÍCIAS G1

Pesquisa inédita foi realizada em parceria entre Sistema Fiep, UFPR, CIFAL Curitiba e OBSERVATÓRIO

A pesquisa inédita “A caminho do trabalho – uma pesquisa sobre acidentes de trajeto”, realizada em parceria entre o Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná) o CIFAL Curitiba (Centro Internacional de Formação de Autoridades e Líderes), a UFPR (Universidade Federal do Paraná) e o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, é destaque no G1, portal de notícias da Globo, e teve como objetivo identificar os maiores desafios à segurança viária laboral, a fim de propor soluções para alterar esse cenário.

Embora previsto em lei, o assunto ainda carece de atenção por parte de empresas e trabalhadores. “Não havia uma pesquisa específica sobre acidentes de trajetos e, sem uma referência de dados, as indústrias de forma geral não pensam na importância de avaliar e discutir o assunto”, destacou Mauro Gil, vice-presidente do OBSERVATÓRIO.

Com a pesquisa, também foi possível confirmar dados já compilados pelo OBSERVATÓRIO, como a faixa etária dos trabalhadores mais afetados pelos acidentes de trajeto e as ocupações mais atingidas por esse tipo de ocorrência, especificamente no Paraná.

“Identificamos que as empresas que não realizam campanhas de sensibilização sobre segurança no trânsito apresentam, em média, uma taxa de acidentes 77% maior do que aquelas que fazem ações sobre acidentes de trajeto”, complementou o professor no Departamento de Transportes da UFPR e coordenador do acordo de cooperação técnica entre a UFPR e o OBSERVATÓRIO, Jorge Tiago Bastos.

Acesse o relatório com os resultados da pesquisa clicando aqui!

Essa pesquisa também foi tema de um webinar realizado pelos idealizadores do projeto, que pode ser assistido em:

 

Leia a matéria completa: https://g1.globo.com/pr/parana/especial-publicitario/fiep/sistema-fiep/noticia/2022/06/21/acidentes-de-trajeto-pesquisa-inedita-traz-dados-das-industrias-do-pr.ghtml?

Foto: Adobestock/G1 divulgação

No Comments

Post A Comment