fbpx
Loader
Reportagem da TV Correio em João Pessoa/PB explica novas regras do CTB sobre uso de cadeirinha
26359
post-template-default,single,single-post,postid-26359,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

Reportagem da TV Correio em João Pessoa/PB explica novas regras do CTB sobre uso de cadeirinha

Reportagem da TV Correio em João Pessoa/PB explica novas regras do CTB sobre uso de cadeirinha

Observadora Certificada, Abimadabe Vieira, explica importância do uso do acessório

As novas regras sobre o uso obrigatório de cadeirinha e o assento de elevação infantil para crianças de até dez anos são destaque no jornal Correio da Manhã da TV Correio, emissora afiliada à Rede Record em João Pessoa, na Paraíba. A Observadora Certificada do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e coordenadora da Educação para o Trânsito da SEMOB (Secretaria de Mobilidade Urbana) – Cabedelo/PB, Abimadabe Vieira, em entrevista ao repórter Saimon Cavalcanti, deu mais detalhes sobre essa Lei que entrará em vigor no dia 12 de abril.

As mudanças do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) – Lei 14.071/20, estipulam que os dispositivos sejam obrigatórios para crianças de até 10 anos de idade ou que atinjam 1,45 m (um metro e quarenta e cinco centímetros) de altura devem ser transportadas nos bancos traseiros, em dispositivo de retenção adequado para cada idade, peso e altura, salvo exceções relacionadas a tipos específicos de veículos regulamentadas pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

A Observadora Certificada chama atenção dos pais ou responsáveis para a necessidade de ensinar as crianças sobre a importância da utilização dos acessórios de segurança nos veículos, até mesmo aos pequenos, estimulando uma cultura de prevenção, e assim, aceitando o uso dos equipamentos, como, bebê conforto, cadeirinha, assento de elevação e o cinto de segurança, de maneira voluntária, criando assim, costumes e posturas cidadãs.

Assista à matéria completa em:

No Comments

Post A Comment