OBSERVATÓRIO | Acidentes de trânsito com mortes crescem
17862
post-template-default,single,single-post,postid-17862,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Acidentes de trânsito com mortes crescem

Acidentes de trânsito com mortes crescem

10% em dezembro, alerta OBSERVATÓRIO

O período das festas de fim de ano traz alegria, mas também, uma triste constatação: o número de mortes causadas por acidentes de trânsito aumenta 10% em dezembro, se comparado com o restante do ano. Ou seja, enquanto que o mês de dezembro apresenta, em média, 3.898,5 mortes, os demais meses apresentam 3.518,5 mortes. Os dados analisados são do período de 2010 a 2015 e foram obtidos através do Sim (Sistema de Informações de Mortalidade) do DATASUS e compilados pela Universidade Federal do Paraná, a pedido do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

O levantamento também apontou que nos treze últimos dias do mês de dezembro ocorrem, em média, 12% mais mortes por acidentes de trânsito. “São registradas, em média, 130,11 mortes por dia nesse pequeno período de treze dias analisado. No restante do ano são computadas, em média, 116,16 mortes por dia”, alerta o diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho.

Para o OBSERVATÓRIO, o aumento na quantidade de veículos que saem em viagem é a principal razão desse aumento, que se comprova através dos números.

 

Homens são as maiores vítimas  

A maior parte das vítimas fatais por acidentes de trânsito em dezembro é formada por homens, que chegam a representar 82% do total. Já as mulheres representam 18% dos óbitos do período. Na extração por região do país, os homens representam 87,4% das mortes no Nordeste, 83% no Norte, 80% no Sudeste, 77,3% no Sul e 76,3% no Centro-Oeste. Para Ramalho, a autoconfiança exacerbada do homem, atrelada à imprudência, impulsividade e por cometerem mais infrações, são reflexos dos altos números de acidentes fatais entre eles.

O meio de transporte que mais se envolve em acidentes com vítimas mortas é a motocicleta, representando 39,9% do total obtido pelo levantamento. O automóvel fica em segundo lugar nessa avaliação, representando 32,7% do total de acidentes. Os pedestres ocupam da terceira posição no triste ranking de mortes, representando 20,1%, seguido da bicicleta (3,9%), do caminhão (3%) e do ônibus (0,4%).

 

Idade produtiva

As maiores vítimas das mortes no trânsito ainda são as pessoas em idade produtiva, ou seja, as que ocupam a maior parte da força de trabalho do país. De acordo com os dados, a faixa etária entre 21 e 30 anos representou 23,8% das mortes por acidentes em dezembro, seguido da faixa etária entre 31 e 40 anos, que representou 18,7% dos óbitos. Para o diretor-presidente, há uma tendência das pessoas tomarem menos cuidado nas viagens de férias, seja por ansiedade em sair para passear com a família, seja por ter festejado e atrelar-se bebida à condução de veículos.

“Ainda que o número de óbitos por acidentes de trânsito registrados venha caindo ao longo dos últimos cinco anos, os dados assustam, comovem e merecem atenção e reflexão. Acidentes não acontecem, são causados pelo fator humano, que opta pela imprudência ao invés de seguir de forma segura e consciente a seu destino. Fica aqui nosso alerta: pessoas estão morrendo em todo nosso país e só a mudança de atitude no trânsito pode reverter esses números.”, sustenta Ramalho.

MORTES – TOTAL 
Meses 2010 2011 2012 2013 2014 2015 MÉDIA
Jan 3287 3630 3450 3297 3457 3349 3411,667
Fev 3089 3159 3213 2928 3315 2933 3106,167
Mar 3398 3517 3588 3454 3809 3205 3495,167
Abr 3325 3520 3629 3304 3522 3113 3402,167
Mai 3793 3816 3667 3537 3806 3336 3659,167
Jun 3595 3654 3620 3547 3716 3163 3549,167
Jul 3545 3822 3751 3625 3594 3136 3578,833
Ago 3631 3663 3840 3703 3815 3284 3656
Set 3807 3579 4114 3611 3733 3148 3665,333
Out 3814 3819 4080 3587 3682 3222 3700,667
Nov 3441 3318 3649 3657 3579 3228 3478,667
Dez 4119 3759 4211 4016 3752 3534 3898,5
Total de mortes 42844 43256 44812 42266 43780 38651 42601,5
Ou seja, enquanto que o mês de dezembro apresenta em média 3898,5 mortes, os demais meses apresentam 3.518,5 mortes. Dessa forma, no mês de dezembro há cerca de 10% a mais de mortes em relação aos demais meses.
Ano Mortes Final do Ano Dias Final do Ano Mortes/Dia (final do ano) Mortes Resto do Ano Dias Resto do Ano Mortes/Dia (resto do ano)
2010 1691 13 130,0769 41153 352 116,9119
2011 1622 13 124,7692 41634 352 118,2784
2012 1902 13 146,3077 42910 353 121,5581
2013 1774 13 136,4615 40492 352 115,0341
2014 1707 13 131,3077 42073 352 119,5256
2015 1453 13 111,7692 37198 352 105,6761
Mortes/Dia (final do ano) 130,1154
Mortes/Dia (resto do ano) 116,1666
Relação Mortes/Dia (final do ano) / Mortes/Dia (resto do ano) 1,120076
Ou seja, nos dias de final de ano, há em média 12% mais mortes por acidentes de trânsito
GÊNERO – TOTAL NACIONAL/DEZEMBRO
82% homens 18% mulheres
MORTES / REGIÃO
CENTRO-OESTE NORDESTE NORTE SUDESTE SUL
Feminino 23,70% 12,60% 17,00% 20,00% 22,70%
Masculino 76,30% 87,40% 83,00% 80,00% 77,30%
MODAL / REGIÃO 
CENTRO-OESTE NORDESTE NORTE SUDESTE SUL
Pedestre 13,30% 16,50% 18,60% 26,50% 20,00%
Ciclista 4,10% 3,20% 4,10% 4,10% 4,90%
Motociclista 38,40% 51,90% 55,50% 31,60% 24,20%
Automóvel 40,10% 26,80% 19,50% 34,00% 44,50%
Caminhão 4,10% 1,60% 2,30% 2,80% 5,80%
Ônibus 0,00% 0,00% 0,00% 0,90% 0,50%
MODAL – TOTAL Nacional/DEZEMBRO 
Pedestre 20,10%
Ciclista 3,90%
Motociclista 39,90%
Automóvel 32,70%
Caminhão 3,00%
Ônibus 0,40%
FAIXA ETÁRIA/DEZEMBRO
0 a 10 2,60%
11 a 20 12,60%
21 a 30 23,80%
31 a 40 18,70%
41 a 50 16,20%
51 a 60 11,90%
acima de 60 14,30%
Sem comentários

Escreva um comentário