OBSERVATÓRIO | Brasão e bandeira nas placas padrão Mercosul deixam de ser obrigatórios
20056
post-template-default,single,single-post,postid-20056,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Brasão e bandeira nas placas padrão Mercosul deixam de ser obrigatórios

Brasão e bandeira nas placas padrão Mercosul deixam de ser obrigatórios

O jornal Bom Dia Brasil, da TV Globo, divulgou que a bandeira do estado e o brasão do município não são mais necessários nas placas padrão Mercosul, que passam a valer a partir de 1º de dezembro.

A matéria pode ser assistida em: https://globoplay.globo.com/v/7192775/

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária questionou, por diversas vezes, a presença desses dois itens nas placas brasileiras, que dessa forma deixavam de seguir o padrão discutido pelos países do Mercosul, porém posicionando-se favorável às novas placas, dentro das perspectivas apresentadas pelo DENATRAN quanto aos chips instalados nas placas e que contribuem com a diminuição das fraudes e clonagens, e possibilitam uma fiscalização mais eficiente e eficaz.

Em consulta efetuada pelo Ministério da Cidades em 10 de Novembro de 2017, perguntando: “Se o modelo apresentado está de acordo com as diretrizes internacionais” e “se haveria violação a qualquer diretriz internacional se fosse incluído o brasão do estado e do município nas referidas placas, visando ter menos ruptura entre os processos da placa atual e a nova identificação veicular”, a  resposta da Chefia da Assessoria de Relações Exteriores Internacionais foi :  “2. Na resolução em questão (Mercosul/GMC/res. nº 33/14), não está previsto o uso de brasões de estados e municípios nas placas, apenas a bandeira nacional. Na ocasião, os delegados dos países optaram por não introduzir na Placa Mercosul elementos que identificassem a origem regional dos veículos.  Portanto, a eventual introdução de indicadores regionais e locais na Placa Mercosul por parte de qualquer um dos países contraria as decisões indicadas na resolução supracitada”.

O significado da aplicação de bandeiras e brasões na placa brasileira tem uma implicação, além de contrariar o que foi acordado entre os países os membros do Mercosul. O modelo proposto iria gerar um custo à sociedade (ao cidadão) somente no Brasil, que o acordo das Placas Padrão Mercosul não gera aos demais países do bloco pois, em caso da mudança de município, na ocasião de uma compra ou venda um veículo o proprietário terá custos de despachante/placas/emplacamento, que a resolução Mercosul não contempla.

Na segunda-feira (26), o Jornal Nacional, também da TV Globo, voltou a abordar o assunto, que contou com o posicionamento do OBSERVATÓRIO: ”

Assista a matéria do Jornal Nacional: https://globoplay.globo.com/v/7189446/

 

4 Comentários
  • Jair Soares
    Postado às 22:11h, 28 novembro Responder

    Sem sombras de Dúvidas uma grande vitória, Pois existe coisas mais importantes para auxiliar no âmbito de um trânsito mais seguro ao invés de estética referente a placas de veículos em Geral, mais reeducação ao motorista para que o trânsito seja mais seguro.

    Todos por um trânsito mais seguro.

  • BENEDITO LUIS DE FRANÇA
    Postado às 09:27h, 29 novembro Responder

    Brasão e bandeira nas placas padrão Mercosul deixam de ser obrigatórios

    Prezado DR. JOSÉ AURÉLIO RAMALHO,

    Bom dia!

    PARABÉNS! Mais uma vitória do OBSERVATÓRIO NACIONAL DE SEGURANÇA VIÁRIA – ONSV e da Sociedade Brasileira, em tempos econômicos difíceis, não havia a necessidade de exigência das BANDEIRAS dos estados e BRASÕES dos municípios, haja vista, a tecnologia utilizada na placa do padrão Mercosul com a leitura de chips. Seriam adicionados custos desnecessários que somente sobrecarregariam os bolsos dos brasileiros.

    Saudações de Paz no Trânsito!

    BENEDITO LUIS DE FRANÇA
    Belém/PA

  • Claudete Alves de Souza
    Postado às 18:45h, 30 novembro Responder

    Parabéns ao Diretor Presidente ONSV: José Aurélio Ramalhodo, pôr mais uma conquista para nosso país.
    Sei que todos seus projetos é de grande porte vália.

    Claudete Maio Amarelo
    Aparecida do Taboado MS

  • Claudete Alves de Souza
    Postado às 18:54h, 30 novembro Responder

    Parabéns ao Diretor Presidente ONSV: José Aurélio Ramalho pôr mais uma , das outras conquistas para nosso país.
    Sei que todos seus projetos é de grande importância .
    Defenderei até a morte, pôr um trânsito mais seguro e humano.

    Claudete Maio Amarelo
    Aparecida do Taboado MS

Escreva um comentário