OBSERVATÓRIO | Congresso Ibero-americano de Segurança Viária divulga “Declaração de Cancun”
1547
post-template-default,single,single-post,postid-1547,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Congresso Ibero-americano de Segurança Viária divulga “Declaração de Cancun”

Congresso Ibero-americano de Segurança Viária divulga “Declaração de Cancun”


Congresso Ibero-americano de Segurança Viária  divulga “Declaração de Cancun”

Mais de 200 representantes de quase trinta países participaram do IV CISEV (Congresso Ibero-americano de Segurança Viária) entre os dias 30 de setembro e 02 de outubro de 2014, na cidade de Cancun, México. O Congresso tomou como referência os pilares da Década de Ação de Segurança Viária das Nações Unidas e discutiu entre outros temas a gestão da segurança viária, o desenho de vias para uma mobilidade segura, a promoção de veículos mais seguros e um atendimento rápido e eficiente para os feridos no trânsito na América Latina, Caribe, Espanha e Portugal.

Ao fim das inúmeras sessões técnicas e científicas do Congresso, os participantes finalizaram um documento chamado Declaração de Cancun que elege várias ações importantes para que os países possam cumprir a meta proposta pela ONU (Organização das Nações Unidas) de reduzir em 50% o número de mortos e feridos no trânsito de todo o mundo até 2020. Leia na íntegra a Declaração de Cancun.

Membro do Comitê Científico Internacional do Congresso, o Observatório levou dois temas distintos para apresentar aos congressistas: na área de mobilização e conscientização foi explanada a repercussão do Movimento Maio Amarelo no Brasil e em alguns países nesse ano de lançamento do Movimento; e na área de gestão e estatísticas de trânsito, foi apresentado o SOMA (Sistema de Observação, Monitoramento e Ação), um sistema desenvolvido pelo Observatório para agregar o maior número de informações sobre acidentalidade de trânsito em todo território nacional e com isso, ajudar os gestores a trabalhar de forma mais pontual em cada cidade do país.

O evento também contou com a presença de números stands de empresas especializadas em segurança viária com tecnologias das mais variadas possíveis para tentar reduzir o número de mortes e feridos no trânsito de todo o mundo. Dados da ONU apontam que, somente em 2013, cerca de 1 milhão e duzentas e quarenta mil vidas foram perdidas.

Organizado pelo IVIA (Instituto Ibero-americano de Segurança Viária), o CISEV teve o apoio da Secretaria de Comunicações e Transportes do México, Banco Mundial, Banco de Desenvolvimento da América Latina, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Direção Geral de Tráfico do Governo de Espanha e a Secretaria Geral Ibero-americana.

Jacobo Diaz Pineda, presidente do IVIA, anunciou na cerimônia de encerramento que três países se candidataram para sediar a V edição deste importante fórum para a análise de problemas de segurança viária: Brasil, Chile e Paraguai. Ainda não há data marcada para o anúncio da escolha da próxima sede.

Sem comentários

Escreva um comentário