OBSERVATÓRIO | Gaúcha ZH traz o aumento de indenizações pagas pelo DPVAT
17618
post-template-default,single,single-post,postid-17618,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Gaúcha ZH traz o aumento de indenizações pagas pelo DPVAT

Gaúcha ZH traz o aumento de indenizações pagas pelo DPVAT

O portal de notícias Gaúcha ZH, do Rio Grande do Sul trouxe um levantamento das indenizações pagas às famílias das vítimas fatais de acidentes de trânsito no 1º semestre de 2017 feito pelo Seguro DPVAT e apontou um aumento de quase 30% em comparação ao mesmo período do ano passado.

O gerente técnico do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária fala da importância da conscientização para que mais e mais cidadãos percebam todos os riscos que o trânsito oferece.

Homem, jovem e motociclista: o perfil das vítimas do trânsito

Dados se baseiam em pedidos de indenizações por acidentes no país divulgados pelo Dpvat

Polícia Rodoviária Federal / Divulgação
Polícia Rodoviária Federal / Divulgação

Diante de mais um feriadão, dados sobre mortos e mutilados no trânsito preocupam. Depois de quatro anos em queda gradativa, o número de indenizações a famílias de mortos em acidentes de trânsito no primeiro semestre voltou a subir.  Se tem algo que não mudou nos últimos cinco anos é o perfil das vítimas.

Conforme informações divulgadas pela Seguradora Líder, responsável pela operação do seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat), 75% são homens, 49% têm entre 18 e 34 anos e 74% dos acidentes que resultaram em indenizações ocorreram com motocicletas neste primeiro semestre no país — variando poucos pontos percentuais nos outros anos.

— É preciso investir em levar a informação para as pessoas, conscientizando sobre a gravidade das ações. Por exemplo: todo mundo sabe que uso de celular ao volante é perigoso, mas muita gente ainda faz. Talvez porque não saibam que isso aumenta em 400% o risco de acidente — aponta o gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária, Renato Campestrini.

O especialista destaca, ainda, o prejuízo que os acidentes de trânsito causam à sociedade. Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) atualizado em 2015 pela Polícia Rodoviária Federal indica que um acidente fatal custa, em média, R$ 647 mil.

— Quando se tratam de jovens em idade ativa, que tiveram investimentos em estudos e que mal começaram a contribuir economicamente, esse prejuízo é imensurável — ressalta Campestrini.

Para Ismar Tôrres, diretor-presidente da Seguradora Líder-Dpvat, as imprudências no trânsito _ excesso de velocidade, dirigir embriagado e uso de celular, principalmente —, contribuem para o número expressivo de acidentes com vítimas  e, consequentemente, um volume maior de pagamento de indenizações:

— Infelizmente, homens, jovens e motociclistas são as principais vítimas de trânsito. Para nós, isso representa que há uma necessidade urgente de uma mudança cultural e comportamental. O respeito às regras do trânsito e o uso de equipamentos de segurança, como capacetes, salvam vidas.

Saiba mais sobre o Dpvat

  • O Seguro Dpvat indeniza todas as vítimas de acidentes de trânsito no Brasil, sem necessidade de apuração da culpa, seja motorista, passageiro ou pedestre.
  • Há cobertura para três naturezas de danos: morte (R$ 13,5 mil), invalidez permanente (até R$ 13,5 mil) e reembolso de despesas médicas e hospitalares (até R$ 2,7 mil).
  • Não é preciso contratar terceiros para dar entrada no pedido de indenização. É um procedimento gratuito que pode ser feito e acompanhado pelo site: www.seguradoralider.com.br
  • Existem ainda mais de 8 mil pontos oficiais de atendimento em todos os municípios brasileiros (corretores parceiros, seguradoras, Correios, Procons), que oferecem atendimento gratuito.

Operação Viagem Segura

  • Polícia Rodoviária Federal, Detran-RS, Polícia Civil, Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM estarão mobilizados para que o feriado de Nossa Senhora Aparecida seja tranquilo no trânsito.
  • A 79ª edição da Viagem Segura se estenderá por cinco dias, da zero hora da quarta-feira (11) até a meia-noite de domingo (15).
  • A análise dos acidentes fatais decorrentes dos feriadões de Nossa Senhora Aparecida (2007-2016) aponta que a média de mortes foi de 6,7 por dia — isso representa que a cada três horas e 35 minutos uma pessoa perde a vida no trânsito do RS nessa época.

https://gauchazh.clicrbs.com.br/geral/noticia/2017/10/homem-jovem-e-motociclista-o-perfil-das-vitimas-do-transito-cj8o98hy4018201oy7t8hp8a1.html

Sem comentários

Escreva um comentário