OBSERVATÓRIO | Indaiatuba promove Caminhada Atenção pela Vida neste domingo
5896
post-template-default,single,single-post,postid-5896,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Indaiatuba promove Caminhada Atenção pela Vida neste domingo

Indaiatuba promove Caminhada Atenção pela Vida neste domingo

Atividade integra as ações do movimento Maio Amarelo na cidade; saída será às 9h da frente a Prefeitura e ação percorrerá vias próximas ao Parque Ecológico

Indaiatuba promove neste domingo, 22 de maio, a 3 Caminhada Atenção Pela Vida, uma das atividades que integram as ações do município no Movimento “Maio Amarelo: #EuSou + 1  por um trânsito mais humano”. A caminhada terá início às 9h com saída em frente à Prefeitura e percorrerá as vias próximas ao Parque Ecológico.

Antes do início do trajeto haverá sessões de alongamento, aulas de fitdance, aferição de pressão arterial e distribuição de frutas e de água. Haverá, ainda, distribuição de camisetas alusivas ao movimento Maio Amarelo, que visa à redução de acidentes e de mortes no trânsito.

O Movimento foi criado pelo ONSV (OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária) há 3 anos e já conta com a adesão de mais de 400 cidades brasileiras e de 25 países nos 5  continentes. Com a proposta de conscientizar condutores de veículos em prol de um trânsito mais seguro, o Maio Amarelo chama a atenção para o expressivo número de mortes em decorrência de acidentes de trânso. Só em 2014, último dado oficial disponível, mais de 43 mil pessoas morreram neste tipo de acidente no país.

Este número ‘avassalador’, considera Jose Aurelio Ramalho, diretor-presidente do ONSV, não pode ser aceito. “Temos de conscientizar a sociedade de que não é possível que isso aconteça; Quem mata no trânsito, não é o carro, o ônibus, a moto: é seu condutor; é gente matando gente”, diz.

Ramalho lembra também que além do custo emocional para quem perde um parente ou amigo em acidente de trânsito, ou para quem fica com sequelas irreversíveis, os custos financeiros gerados por este fato são mais do que expressivos.

Segundo ele conta, anualmente cerca de R$ 52 bilhões são gastos no Brasil por conta de acidentes de trânsito.

Sem comentários

Escreva um comentário