OBSERVATÓRIO | Observatório leva o Maio Amarelo e o SOMA para o IV CISEV
1591
post-template-default,single,single-post,postid-1591,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Observatório leva o Maio Amarelo e o SOMA para o IV CISEV

Observatório leva o Maio Amarelo e o SOMA para o IV CISEV


Observatório leva o Maio Amarelo e o SOMA para o IV CISEV

Divulgada no começo desse mês o programa técnico do IV CISEV (Congresso Ibero-americano de Segurança Viária) que será realizado em Cancun, no México de 30 de setembro a 04 de outubro de 2014. O evento é uma realização do IVIA (Instituto Viário Ibero-americano) que tem sede em Madri, Espanha.

O Observatório Nacional de Segurança Viária estará palestrando em dois momentos distintos do evento: no dia 1º de outubro, na sessão técnica-científica “Educação, Conscientização e Fiscalização, exemplos de colaboração”, o presidente do Observatório, José Aurélio Ramalho estará palestrando sobre o Movimento Maio Amarelo. A intenção é divulgar esse movimento social, nascido no Brasil e que já, em seu primeiro ano, foi adotado por diversos países da América do Sul e Central, além de outros no continente africano. Ramalho irá mostrar a intenção do Movimento e também como todos os países devem trabalhar o Maio Amarelo.

Já no dia 02 de outubro, na sessão-técnica “Vias e equipamentos mais seguros para todos”, o Observatório apresenta o SOMA (Sistema de Observação Monitoramento e Ação) desenvolvido pelos técnicos do Observatório e que compila uma série de dados de bases públicas e privadas para entender onde os acidentes de trânsito acontecem.

“O Brasil é um país de dimensões continentais. O trânsito precisa ser entendido dentro dessa dimensão. O objetivo é identificar os pontos críticos e atuar junto ao poder público trabalhando diretamente onde há mais problema. Desde um município pequeno até as maiores capitais precisam conhecer onde está acontecendo a maioria dos acidentes e quem é essa vítima. O SOMA é uma ferramenta que poderá ajudar bastante”, explica o diretor de projetos do Observatório Maximiliano Hahn Dalla Porta.

O evento está sendo realizado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), a CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), o Governo da Espanha por meio do Ministério do Interior, AEC (Associação Espanhola de Rodovias) e a Associação Argentina de Rodovias.

Veja o programa na íntegra: 

Sem comentários

Escreva um comentário