OBSERVATÓRIO | OBSERVATÓRIO orienta sobre comportamento seguro em vias expressas
16048
post-template-default,single,single-post,postid-16048,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

OBSERVATÓRIO orienta sobre comportamento seguro em vias expressas

OBSERVATÓRIO orienta sobre comportamento seguro em vias expressas

Atenção ao redor, respeitar limite de velocidade e distância segura, não beber e não usar o celular estão entre as dicas

Você sabe como transitar com segurança em uma via expressa, na qual o limite de velocidade e o fluxo de veículos são, em geral, superiores aos das cias normais? No sentido de colaborar com a segurança dos condutores que trafegam por elas, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária elenca várias dicas. Confira:

  • Se a velocidade da via é mais elevada é maior a chance de ferimentos em caso de acidente. Portanto, a atenção do condutor deve ser redobrada.
  • Procure conhecer os hábitos dos motoristas da região onde se encontra.
  • É importante saber com antecedência o ponto em que você sairá da via expressa para se posicionar de modo que os demais motoristas também fiquem sabendo qual a sua intenção.
  • Saiba como distinguir uma situação normal de uma que possa lhe oferecer riscos.
  • Não beba antes de dirigir. A bebida altera seus reflexos, torna o motorista lento e impede que faça uso de sua total habilidade. Também nunca use o celular enquanto dirige em uma via expressa (e em nenhuma outra).
  • Se for trafegar em via desconhecida, observe o guia mapa rodoviário e saiba com antecedência de qual saída deverá se servir anotando, se for o caso, o quilometro ou o nome da saída anterior para, a partir dela, começar a procurar a sua saída.
  • Nunca dê marcha a ré na pista. Se por alguma razão perdeu sua saída, não freie o veículo bruscamente. Siga em frente e faça o retorno. Apesar de mais demorado e dispendioso à primeira vista, este procedimento poderá salvar sua vida.
  • Dirija sempre preocupado com a distância de segurança, que lhe poupará, por exemplo, envolver-se em um engavetamento.
  • Cuidado com o veículo que vem atrás, pois, assim como no trânsito urbano, o veículo de trás representa perigo para você. Avise-o de suas intenções, sinalize suas manobras e evite freadas bruscas, já que um acidente nestas condições pode ser gravíssimo.
  • Cuidado com os cruzamentos, pois apesar de disfarçados em bifurcações e entroncamentos, os cruzamentos estão presentes nas vias expressas e rodovias e, tanto quanto no trânsito urbano, são locais de risco, com a diferença que nas vias expressas e rodovias, acontecem com maior gravidade. Portanto, realize suas manobras, fique atento às manobras dos outros motoristas, assim como às suas sinalizações e, sempre que possível próximo dos cruzamentos evite a pista da direita, a menos que você vá se utilizar do cruzamento.
  • Ao se aproximar de uma via expressa você estará se servindo de uma pista de aceleração, verifique pelo espelho e através de movimentos de cabeça, se há condições de entrar na via, sinalize, não pare; ao contrário, sirva-se da pista de aceleração para poder igualar a velocidade de seu veículo à dos que já estão na pista, para só depois disso, entrar no fluxo de trânsito.
  • Ao se aproximar da saída da qual pretende se utilizar, busque a pista lateral, a de desaceleração, diminua a velocidade até que esteja trafegando com velocidade compatível a estabelecida para o local.
  • Use a pista correta; na pista única, trafegue sempre pela da direita, a menos que seja para uma ultrapassagem, mesmo assim obedecendo à sinalização e com a devida segurança. Em pista múltipla, devem trafegar pela pista da direita os veículos mais lentos e na da esquerda os de maior velocidade.
  • Não trafegue em velocidade muito diferente da dos demais veículos. Se você estiver devagar demais poderá ser atingido por veículos de trás e se estiver muito rápido será obrigado à redução de velocidade constantemente, freadas bruscas e mudanças de faixa, o que sem dúvida incomoda os outros motoristas e o deixa em constantes riscos.
Sem comentários

Escreva um comentário