OBSERVATÓRIO | ONSV fala à EPTV sobre dirigir sem habilitação
8302
post-template-default,single,single-post,postid-8302,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

ONSV fala à EPTV sobre dirigir sem habilitação

ONSV fala à EPTV sobre dirigir sem habilitação

 O diretor-presidente do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, José Aurelio Ramalho, fala em entrevista à EPTV/Campinas sobre os riscos de dirigir sem carteira de habilitação, alertando tratar-se de um crime.
Confira a matéria:

10/01/2017 20h02 – Atualizado em 10/01/2017 21h38

Após denúncia de venda de CNH a R$
1,5 mil, autoescola vai apurar ‘falhas’

Advogado afirmou que houve má interpretação em conversa com aluno.
EPTV flagrou dona oferecendo carta de moto sem precisar fazer prova.

 Do G1 Campinas e Região

Uma autoescola de Campinas (SP), que foi denunciada por um aluno por suspeita de promover um esquema de venda de carteiras de habilitação sem precisar fazer a prova, alegou “má interpretação” e informou que fará uma reestruturação para avaliar falhas internas na conduta dos funcionários com os clientes. A informação é do advogado do estabelecimento, Fábio Augusto Silveira.

A produção da EPTV, afiliada da TV Globo, registrou a proposta feita para o autônomo Amós de Andrade por uma das proprietárias da Autoescola Liderança. O jovem, que reprovou quatro vezes no exame prático para tirar carta de moto, poderia pagar R$ 1,5 mil que conseguiria a habilitação sem nem precisar subir no veículo. “Só tem que ir lá, assinar e pegar. Se vier com dinheiro, melhor ainda”, disse a mulher.

De acordo com o advogado da autoescola, houve um equívoco de interpretação nas palavras usadas pela funcionária na conversa com Andrade. “No ponto de vista das palavras usadas pela proprietária, não fica claro a conduta antiética. Esse aluno já reprovou quatro vezes, é complicado analisar a situação sem verificar as outras idas deles à autoescola. A colocação das palavras nos deixa dúvida e é comum haver essa interpretação divergente”, afirmou.

Advogado da autoescola afirmou que houve má interpretação (Foto: Reprodução/EPTV)
Advogado da autoescola afirmou que houve
má interpretação (Foto: Reprodução/EPTV)

Apesar de defender uma das sócias da autoescola, Silveira garantiu que o local vai passar por uma reestruturação para apurar as irregularidades internas e pretende se defender contra a denúncia. “Do ponto de vista jurídico, será verificado se houve ou não uma conduta errada. Se for instaurado um processo contra a autoescola, nós vamos manifestar a nossa defesa sempre respeitando os funcionários e os alunos”, explicou.

Matar ou morrer
Para fazer a prova prática da CNH de motocicleta, o aluno precisa fazer 20 aulas, sendo 16 durante o dia e quatro à noite. O presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária, José Aurélio Ramalho, afirmou que conduzir carros ou motos sem ter tirado habilitação é muito perigoso.

“Imaginou um piloto de avião que comprou a habilitação dele? Não dá para entrar no avião assim. Dirigir não é só ter noções psicomotoras, dirigir requer percepção do ambiente a sua volta e as regras. E só tem essa percepção quem está habilitado, sem isso é muito perigoso. A pessoa pode matar ou morrer.”

Venda de CNH
Na conversa registrada pela reportagem, a empresária tem ciência da ilegalidade da oferta. “Eu estou ganhando R$ 200 por esse risco, que pode fechar minha autoescola”. Questionada pela EPTV, no entanto, a dona nega que tenha oferecido o esquema e fala em descobrir quem estaria usando o nome da autoescola para aplicar a fraude.

O Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo informou que vai apurar a denúncia e, se for comprovada a irregularidade, pode descredenciar a autoescola e os profissionais envolvidos. O Detran disse ainda que realiza regularmente fiscalizações em autoescolas e em locais dos exames práticos para coibir fraudes.

Autoescola oferece CNH a R$ 1,5 mil e aluno nem precisa fazer a prova (Foto: Reprodução EPTV)Dona da autoescola nega que tenha oferecido o esquema fraudulento (Foto: Reprodução EPTV)

http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2017/01/apos-denuncia-de-venda-de-cnh-r-15-mil-autoescola-vai-apurar-falhas.html

Sem comentários

Escreva um comentário