OBSERVATÓRIO | Painel – Infraestrutura e gestão
4382
post-template-default,single,single-post,postid-4382,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Painel – Infraestrutura e gestão

Painel – Infraestrutura e gestão

Deficiências e referências na infraestrutura e gestão das rodovias e acidentes

As condições das vias e estradas pelo país apresentam cenários bem distintos, proporcionando riscos demais por um lado; e eficiência, por outro. Onde a iniciativa privada está presente, por meio das concessões, os avanços são reconhecidos por todos: atendimento rápido, qualidade do pavimento adequada, sinalização em conformidade com a legislação, comunicação para atendimento, monitoramento 24 horas. Mas este cenário se complicada nas vias sob gestão pública: as pistas são de mão única, o atendimento não existe, falta sinalização, e o perigo anda a solta.

Esse quadro se agrava muito, pois além da infraestrutura insuficiente; a gestão dos dados coletados nas vias também apresenta lacunas: falta padronização, são modelos de boletins de ocorrência incompletos, sem os campos adequados; ou, muitas vezes, não preenchidos. Falta ainda diálogo entre os órgãos para uma padronização das políticas de coleta das informações sobre acidentes.

De acordo com o ONSV (OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária), quando se pensa em infraestrutura e gestão no trânsito, o Brasil apresenta redes que não se cruzam. Muitas vezes, os dados até existem, mas não são acessíveis ou disponibilizados.

Para apresentar uma resposta à questão, o OBSERVATÓRIO lançou o Portal íris, que reúne dados que podem colaborar com a gestão do trânsito em todo o país.

São estatísticas e dados abertos sobre a nossa segurança viária, apresentados de uma maneira consolidada e com acesso bem facilitado, reunindo óbitos, frota, população, séries históricas dos últimos 13 anos da mortalidade no trânsito, condições das rodovias, entre outros.

A experiência desse portal de dados e uma análise da infraestrutura das vias no cenário atual e sua influência na acidentalidade são temas que integram o debate sobre Infraestrutura e gestão, que será coordenado por Jorge Tiago Bastos, professor da Universidade federal do Paraná e responsável pelo Núcleo de Dados e Informações do OBSERVATÓRIO. Compõem essa mesa de discussões no Seminário Urbanidade, por uma mobilidade mais segura, nesta terça, dia 3, Alexandre Castro Fernandez, coordenador geral de Operações Rodoviárias DNIT; Eduardo Cury, Deputado Federal; e José Altair Gomes Benites, da – SUINF/ANTT (Superintendência de Exploração de Infraestrutura Rodoviária da Associação Nacional de Transportes Terrestres).

O Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, participou da abertura do seminário.

Sem comentários

Escreva um comentário