OBSERVATÓRIO | Panes e trocas de pneus em rodovias? Veja o que fazer!
4795
post-template-default,single,single-post,postid-4795,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Panes e trocas de pneus em rodovias? Veja o que fazer!

Panes e trocas de pneus em rodovias? Veja o que fazer!

Observatório traz dicas para motoristas

Uma pane inesperada no meio de uma rodovia sempre pode acontecer, mesmo com aqueles que agem com prudência e responsabilidade e até realizam a manutenção preventiva do veículo; mas, nesta hora, nem sempre todos sabem que atitude tomar para garantir a segurança.

Para situações como essa, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária traz dicas e recomendações, sobretudo, em tempos em que muita gente está na estrada e os cuidados precisam ser redobrados.

De acordo a entidade, o primeiro passo é desobstruir a pista para garantir a fluidez no trânsito. O condutor deve desviar o seu veículo para o acostamento ou, na falta dele, simplesmente encostar à direita com o pisca-alerta ligado.

Esse é um procedimento obrigatório e se não respeitado pode caracterizar infração gravíssima, sujeita à multa e apreensão do veículo. O motorista também não deve parar em curvas ou em lugares de baixa visibilidade.

Outra atitude segura é descer do veículo, sinalizar com o triângulo de segurança tomando distância, e, após isso, não voltar para dentro do carro. A orientação é sempre buscar um local seguro e, na sequência, acionar a seguradora.

Se o seu veículo não for segurado, ligue para a concessionária da rodovia, que disponibiliza números de emergência a cada quilômetro. Em último caso ligue para a Polícia Rodoviária (190 Estadual e 191 – Federal), ela pode oferecer socorro ou alguma orientação. Mantenha sempre o número de telefone desses órgãos com você; e, quando ligar, informe a quilometragem em que está na rodovia. Isso poderá agilizar a vinda do socorro.

Outras dicas:

– Não use outro veículo de passeio para rebocar o carro com problemas sem o cambão. Além de ser arriscado, é proibido.

– Nunca tente consertar o carro por conta própria enquanto o mesmo estiver parado na via. A única permissão é em casos de pneus furados.

Pneus furados

Quando notar que seus pneus furaram, o OBSERVATÓRIO lembra que não é necessário parar imediatamente, mas procure ser rápido. Escolha um local apropriado para a troca para minimizar seu esforço e ampliar sua segurança. “Procure uma via plana e reta e pare em um local seguro. Sinalize com o triângulo de segurança em até 30 m do veículo e com o pisca alerta.” Normalmente a chave de roda e o macaco ficam guardados junto com o triângulo de sinalização no porta-malas do carro.

Após se posicionar e sinalizar, solte os parafusos da roda. Não os remova, apenas alivie a pressão girando a chave no sentido anti-horário. Só então posicione o macaco no local indicado pelo manual do proprietário e com o carro suspenso termine de remover os parafusos e guarde-os bem. Retire a roda do pneu furado, coloque o estepe e encaixe os parafusos, porém sem apertar.

Baixe o carro, remova o macaco e só então aperte os parafusos com a chave de roda. Não precisa de muita força, um bom aperto apoiando com o braço já basta.

O OBSERVATÓRIO também faz uma importante lembrança: o estepe não deve ser usado por muito tempo – deve ser colocado apenas como uma medida provisória.

Sem comentários

Escreva um comentário