OBSERVATÓRIO | Para a segurança de todos, caminhoneiro, aposte na prudência e revisão do seu veículo
5401
post-template-default,single,single-post,postid-5401,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Para a segurança de todos, caminhoneiro, aposte na prudência e revisão do seu veículo

Para a segurança de todos, caminhoneiro, aposte na prudência e revisão do seu veículo

caminhoneiros-destaque

O transporte de cargas no país movimenta estradas de Norte a Sul; afinal, são mais de 4,1 milhões de caminhões e ônibus na frota brasileira em 2014 – caminhões em circulação e impulsionando a economia do país. Esses veículos representam cerca de 2% da frota total de mais de 86,7 veículos automotores, mas nas vias e estradas essa frota aparentemente reduzida tem impacto importante na segurança de todos.

É por isso que dirigir veículos de grande porte como caminhões exige habilidade e muita responsabilidade mesmo. Caminhoneiros são expostos a jornadas exaustivas, ficando muito  tempo na estrada, o que traz consequências para o seu corpo, sua saúde, segurança; mas também para a vida dos outros usuários da via.

Para contribuir na segurança no trânsito, o caminhoneiro deve dirigir com muita prudência e os cuidados devem começar antes de pegar a estrada. Planejar rotas, locais de parada e trechos alternativos para casos de imprevistos pode contribuir para reduzir o estresse e o cansaço.

É preciso, ainda,  estar atento à manutenção do caminhão. As revisões devem ser rotineiras; e é muito importante que o caminhoneiro conheça bem os equipamentos de segurança, o funcionamento do veículo e verifique se a carga transportada está acomodada corretamente. O cuidado com os pneus também não pode ser deixado de lado, pois é muito comum nas estradas ver caminhões com pneus totalmente “carecas”.

Como o cansaço é um dos principais companheiros e inimigos dos caminhoneiros, a regra de ouro para evitar acidentes é o descanso. Em longos percursos, fazer paradas de 30 minutos a cada cinco horas e meia ao volante é uma medida preventiva.

O compartilhamento da via com bastante respeito aos demais condutores também deve ser levado a sério; já que pelo porte maior, o condutor do caminhão é responsável pelos veículos menores e também pelos pedestres. No mais, caminhoneiro, dê sempre a preferência e sinalize qualquer manobra. Você pode fazer muito por um trânsito mais seguro.

Sem comentários

Escreva um comentário