OBSERVATÓRIO | Rodízio de pneus pode garantir economia e segurança
8070
post-template-default,single,single-post,postid-8070,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Rodízio de pneus pode garantir economia e segurança

Rodízio de pneus pode garantir economia e segurança

rodizio-pneus660

O importante é estar atento ao que indica o manual do fabricante, já que algumas marcas de veículos exigem pneus diferentes entre si

Garantir a segurança de quem você está transportando e a sua própria tem de ser parte da preocupação de todo o motorista consciente. Do mesmo modo, agir para que o custo mensal do veículo não supere nunca suas expectativas, é fundamental em períodos de solavancos econômicos, como os atuais. E uma boa maneira de garantir tanto a segurança quanto a economia é estar atento às condições dos pneus do veículo e promover o rodízio entre eles.

Rodízio é a troca periódica da posição dos pneus nos eixos. Ela é capaz de proporcionar desgaste mais uniforme, garantindo maior vida útil aos pneus e o bom desempenho do veículo. Por conta das características dos veículos, como a tração dianteira ou traseira, por exemplo, e ângulos da suspensão, pneus mais gastos em uma posição do veículo e menos gastos em outras, contribuem para o desequilíbrio do veículo em situações de frenagem e em curvas.

Assim sendo, o rodízio de tempos em tempos é fundamental para que o desgaste se dê de maneira homogênea, mantendo o equilíbrio do veículo em todas as situações, melhorando, assim, suas condições de segurança.

Verificar frequentemente o estado dos pneus, mesmo na parte interna, é importante para detectar a necessidade de rodízio. Se perceber, por exemplo, que os do eixo dianteiro estão mais gastos que os do traseiro, saiba que é momento de fazer o rodízio dos pneus entre os eixos.

Se o desgaste maior for de um lado do veículo, inverta os lados no rodízio para que os pneus se conservem por mais tempo e para uniformizar o desgaste em todas as posições. No caso de os dois fatores estarem ocorrendo ao mesmo tempo, é necessária a realização de um rodízio em “X” para equilibrar o desgaste. Assim, se conserva o equilíbrio do veículo quanto à aderência, preservando a segurança na direção.

É aconselhável que rodízios sejam feitos em todas as revisões periódicas definidas pelo fabricante do veículo, ou a cada 10 mil km. Mas esteja sempre atento ao que orienta o manual do fabricante, uma vez que determinadas marcas exigem pneus de medidas diferentes entre si nos eixos.

 

Sem comentários

Escreva um comentário