OBSERVATÓRIO | Saia para seus compromissos, mas respeite as regras de segurança
6334
post-template-default,single,single-post,postid-6334,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Saia para seus compromissos, mas respeite as regras de segurança

Saia para seus compromissos, mas respeite as regras de segurança

Vida pode ser corrida, como se diz popularmente; porém, mais que isso, é valiosa. Obedecer às regras de segurança é fundamental para os condutores e também para pedestres

Enfrentar congestionamento até o local de trabalho, necessidade de chegar pontualmente a compromissos como reuniões, consultas médicas, deixar os filhos na escola, entre outros, são condições enfrentadas cotidianamente pelas pessoas, sejam elas pedestres ou motoristas. A vida moderna impõe uma série de obrigações com necessidade de serem cumpridas a cada dia com maior velocidade.

Por vezes, a preocupação com a pontualidade faz com que outro aspecto seja negligenciado: a segurança. Isso, porém, não deve nunca ocorrer, porque é da segurança que depende sua chegada ou não ao compromisso. Portanto, seja pedestre, ciclista, motociclista ou motorista, é necessário saber que algumas regras e cuidados devem ser observados.

A vida é corrida, como se diz popularmente. Entretanto, mais que isso, ela é valiosa. Se for dirigir, procure manter-se calmo mesmo em situações adversas, mantenha sempre seu veículo em boas condições, respeite as leis de trânsito, as faixas de pedestres, os semáforos, os limites de velocidade e esteja atento.  Procure também ser gentil no trânsito permitindo ultrapassagem, por exemplo.

Evite discutir ao volante ou aceitar eventuais provocações de outros motoristas. Vale evitar também sair de casa para o trabalho ou outros compromissos em horários de pico, ou de extremo movimento. Planeje-se para sair alguns minutos mais cedo.

Pedestres

Há regras de segurança – que fazem a diferença – também para os pedestres que, assim como quem está ao volante, faz parte de um todo: a mobilidade. Estar atento ao que ocorre ao redor é uma delas.  Fazer travessias nos locais indicados pela sinalização viária – como as faixas de segurança – é outra. Se, eventualmente, não existirem faixas, evite atravessar vias em esquinas ou curvas. Faça a travessia com calma, pois a pressa pode acabar ocasionando queda ou outro tipo de acidente.

Pedestres devem caminhar pelas calçadas. E quando elas não existirem e forem obrigados a ir para a via, é indispensável fazê-lo em fila única para não ficarem expostos ao tráfego viário.  A regra ‘fazer ser visto’ é válida também para os pedestres, que precisam estar atentos e certos de que estão sendo vistos pelos motoristas.

Nas travessias o pedestre deve sempre observar a abertura do semáforo e, mesmo que estiver aberto para ele, certificar-se  que os veículos estão parados. Tomar cuidado com garagens e saída de veículos, além de não circular entre veículos são outras orientações aos pedestres que não devem, ainda, sair de trás de árvores, postes, ônibus, carros ou objetos que possam impedir a visão dos motoristas.

Ao transitar, a audição é indispensável. Por isso, evite usar fones ou distrair-se ao celular. E esteja sempre disponível para ajudar pessoas idosas, obesas ou portadoras de mobilidade reduzida a concluir travessias.

Sem comentários

Escreva um comentário