fbpx
Loader
Brasil Caminhoneiro aborda a importância do programa Laço Amarelo como investimento em segurança viária
27776
post-template-default,single,single-post,postid-27776,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

Brasil Caminhoneiro aborda a importância do programa Laço Amarelo como investimento em segurança viária

Brasil Caminhoneiro aborda a importância do programa Laço Amarelo como investimento em segurança viária

O programa Brasil Caminhoneiro, transmitido pela Rede Record no sábado (10), tratou de um tema fundamental para o trânsito: investimento em segurança viária. O coordenador de relacionamento do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (ONSV), Marcius D’Ávila, em entrevista ao repórter especial e relações institucionais do ONSV, Francisco Garonce, destacou a importância de investimentos voltados para a manutenção e segurança viária, entre eles, o programa Laço Amarelo.

O quadro Segurança é aqui com Garonce avaliou a viabilidade dos investimentos para a promoção da segurança viária no País. Segundo um estudo realizado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) do Ministério da Economia, em 2020, os sinistros de trânsito em rodovias e áreas urbanas de todo o Brasil custaram mais de R$50 bilhões à sociedade. Esse valor é quase o dobro gasto com o programa social Bolsa Família.

Além da manutenção preventiva nos veículos, a saúde física e mental dos condutores é essencial para que a prevenção e a segurança viária sejam desenvolvidas e efetivas no dia a dia. Com foco nesse cenário, um movimento que se destaca entre o transporte rodoviário de cargas é o Programa Laço Amarelo, desenvolvido pelo OBSERVATÓRIO.

Para falar sobre a importância desse programa e os conteúdos disponibilizados para a prevenção dos sinistros de trânsito para empresas, transportadoras, municípios e entidades, Marcius D’Avila, coordenador de relacionamentos apresentou o programa que dá sequência ao Movimento Maio Amarelo durante todo o ano.

Segundo Marcius, “90% dos acidentes hoje, ocorrem em função do comportamento humano, então, há a necessidade desse trabalho de médio e longo prazo. O Observatório oportunizou esse programa. Hoje nós temos mais de 100 empresas nesse processo, mais de 30 municípios e várias transportadoras de embarcadores trabalhando esse conteúdo o ano todo para a mudança do comportamento humano dos seus motoristas”, argumentou.

Assista ao quadro completo:

1 Comment
  • EMERSON SANTANA
    Posted at 15:17h, 22 julho Responder

    Parabéns pela excelente e esclarecedora reportagem! Parabéns Március e Garonce

Post A Comment