fbpx
Loader
Cadernos de Segurança Viária apresenta artigos de alunos da disciplina de Segurança Viária da UFPR em parceria com o OBSERVATÓRIO
26972
post-template-default,single,single-post,postid-26972,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Cadernos de Segurança Viária apresenta artigos de alunos da disciplina de Segurança Viária da UFPR em parceria com o OBSERVATÓRIO

Cadernos de Segurança Viária apresenta artigos de alunos da disciplina de Segurança Viária da UFPR em parceria com o OBSERVATÓRIO

O curso de Especialização em Planejamento e Infraestrutura de Sistemas de Transportes da UFPR (Universidade Federal do Paraná), desenvolveu uma série de artigos para a disciplina de Segurança Viária, promovido pelo Departamento de Transportes – Setor de Tecnologia, e transformou todo o conteúdo em um livro eletrônico, o “Cadernos de Segurança Viária”.

Desenvolvido entre a parceria da UFPR e o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária o projeto contextualiza e analisa características como: Segurança Viária e o excesso de carga; Impacto da redução da velocidade regulamentada em vias voltadas para escala humana e escala do automóvel; O impacto da Lei do farol aceso no número de ocorrências em rodovias federais; A auditoria de segurança viária como política pública no Brasil; Misturas asfálticas abertas e seus efeitos na segurança viária; Impactos da pandemia de Covid-19 na segurança viária e; Os desafios para o planejamento da ciclomobilidade a partir da perspectividade da segurança viária.

 “Está no DNA do Observatório conhecer de fato, o que acontece pelas ruas e rodovias desse país e entender porque há quase uma década estamos entre os países que mais matam ou machucam pessoas, devido aos sinistros de trânsito. E não há como resolver o problema, se não o conhecemos. Por isso, a aliança com a Universidade é fundamental para que, a cada pesquisa ou projeto, possamos desvendar uma ‘cortina’ que até hoje, ninguém desnudou no Brasil”, diz o diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho.

Acesse e leia agora!

No Comments

Post A Comment