Matérias

Cuidados ao abastecer! Observatório traz orientações sobre o tema

Escrito por Portal ONSV

16 OUT 2015 - 12H56

Quem nunca se sentiu inseguro ao abastecer em algum estabelecimento, que atire a primeira pedra. Os cuidados devem ser os mais variados, tanto para evitar problemas com combustível adulterado, quanto para evitar riscos de explosão ou incêndio, alerta o ONSV (OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária).

Pelo fato desta ser uma tarefa corriqueira, muitas vezes, podemos ficar distraídos e não dar importância a detalhes que fazem toda a diferença ao se dirigir a um posto de gasolina.

A primeira dica, de acordo com o OBSERVATÓRIO, é sempre buscar um posto de sua confiança ou abastecer em postos com bandeira. “Antes mesmo de entrar em um posto de gasolina, dê uma boa olhada no local, os preços dos combustíveis devem estar bem expostos e legíveis, bem como o quadro de aviso da ANP (Agência Nacional de Petróleo) contendo a razão social do posto, o vínculo com a agência e os respectivos telefones de contato”.

Informe ao frentista o tipo de combustível adequado para seu veículo e fique atento: veja se a bomba está zerada e observe os valores durante o abastecimento. “Procure saber quantos quilômetros seu veículo faz com o litro de combustível, pois isso pode ajudá-lo a  saber se houve adulterações. Caso desconfie de um determinado posto, você pode pedir os testes de qualidade e de quantidade, é um direito seu”, defende a entidade de segurança viária.

Alguns procedimentos para abastecer com segurança são necessários:

- é preciso estar atento e respeitar as indicações de segurança expostas nos postos: não fumar, não falar ao celular e nem deixar o veículo ligado, além de tomar o cuidado de não entrar e sair do carro durante o abastecimento, pois as batidas de porta podem gerar faíscas.

- Em pé do lado de fora do veículo, libere a eletricidade estática acumulada tocando em qualquer parte da lataria. Os vapores dos combustíveis são altamente inflamáveis, mesmo em pequenas quantidades, então evite riscos.

- Após o abastecimento, verifique se a tampa de combustível está fechada corretamente.

- Ao dirigir-se ao posto para abastecer o veículo, aproveite para fazer a calibragem dos pneus do seu veículo e verificar itens como nível do óleo, a água, entre outros.

A segurança é uma responsabilidade do condutor que pode, com comportamentos preventivos e adequados, ampliar a proteção de todos.

Cerca_de_62_pessoas_envilvidas_em_sinistros_de_transito_no_rio_de_janeiro_em_2023
Observadores Certificados

Cerca de 62 pessoas envolvidas em sinistros de trânsito por dia no Rio de Janeiro em 2023

O telejornal Bom Dia Alerj da TV Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), de hoje (21), apresentou uma reportagem sobre violência no trânsito nos grandes centros urbanos e destacou uma pesquisa que classifica o estado do Rio de Janeiro entre os três com os motoristas mais rudes do Brasil. O especialista em Gestão e Direito de Trânsito e Observador Certificado, Maicon de Paula, foi consultado e defendeu a Educação para o Trânsito como instrumento para diminuir a violência no trânsito.

Regiao_do_grande_abc_registra_mes_de_maio_mais_letal_desde_2015
Observadores Certificados

Região do Grande ABC registra o mês de maio mais letal no trânsito desde 2015

A edição de ontem (20), do Diário do Grande ABC, em São Paulo, destacou que apesar do mês de maio ser marcado como uma época de conscientização para a segurança no trânsito, a Região do Grande ABC registrou o mais letal no trânsito desde 2015. O Observador Certificado Regis Frigeri foi consultado pela reportagem para falar sobre a eficácia das campanhas anuais de conscientização promovidas pelo Maio Amarelo diante do aumento de sinistros de trânsito.

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.