Matérias

Fiesp cria grupos de trabalho para discutir a mobilidade veicular

Escrito por Portal ONSV

09 NOV 2017 - 15H50

[vc_row css_animation="" row_type="row" use_row_as_full_screen_section="no" type="full_width" angled_section="no" text_align="left" background_image_as_pattern="without_pattern"][vc_column][vc_column_text]Com o intuito analisar e propor ações nas mais variadas áreas da mobilidade urbana, a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) fez o lançamento dos Grupos de Trabalho da área de Segurança em Mobilidade Veicular na manhã desta 5ª feira (09.11.2017), na sede da Amcham (Câmara de Comércio Americana) em São Paulo.

A Fiesp dividiu em 3 eixos principais os quais serão foco de estudos do GT Segurança em Mobilidade Veicular:

  1. Segurança das vias de circulação.
  2. Segurança dos veículos.
  3. Segurança das pessoas.

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária participa dessa discussão e hoje o diretor-presidente José Aurelio Ramalho fez uma breve explanação para os integrantes do GT. O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária participa do Grupo de Trabalho que tratará a Segurança das pessoas.

“Nosso objetivo é formar uma agenda positiva, com o subsídio de informações legais e técnicas para enfrentarmos os problemas acerca dos riscos existentes e chegarmos a soluções aceitáveis, pela contribuição de empresários, associações, acadêmicos, governantes, policiais, juristas, enfim, de todos que atuam direta ou indiretamente nesses assuntos. A partir dessas provocações e das respostas obtidas nesse evento serão traçadas linhas estratégicas de atuação e a consequente agenda liderada pelo GT – Gestão de Segurança em Mobilidade Veicular”, afirma Marcelo Bise, responsável pelo encontro.

Na apresentação, Ramalho mostrou alguns aspectos importantes na discussão sobre mobilidade e ressaltou o andar a pé. “O olhar para quem anda a pé está negligenciado em nosso país há décadas e hoje colhemos os frutos de matar 19 pedestres a cada dia em nosso país. Nos dois Estados mais populosos da Federação, São Paulo e Rio de Janeiro, quem está a pé corre mais risco de sofrer um acidente do que quem está em qualquer outro modal”, ressalta o diretor-presidente.

A próxima reunião do GT deve acontecer novamente em 2018.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row css_animation="" row_type="row" use_row_as_full_screen_section="no" type="full_width" angled_section="no" text_align="left" background_image_as_pattern="without_pattern"][vc_column][vc_empty_space][vc_gallery interval="3" images="17734,17735,17736,17737" img_size="full"][/vc_column][/vc_row]

Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Grande_Sao_Paulo_registra_aumento_de_mortes
Observadores Certificados

Grande São Paulo registra aumento de 32% no número de mortes no trânsito

O Observador Certificado Marco Antonio Ghiraldello falou ontem (17), pela Radioagência Nacional, da EBC – Empresa Brasil Comunicação, veículo público de comunicação, sobre os principais motivos que levaram o trânsito da Grande São Paulo a registrar aumento no número de óbitos nos primeiros cinco meses de 2024, comparado ao mesmo período de 2023.

Jornal_Manha_Bandeirantes_destaca_aumento_de_sinistro_de_transito_na_grande_sao_paulo
Observadores Certificados

Jornal Manhã Bandeirantes destaca aumento de sinistros de trânsito na Grande São Paulo

O jornal Manhã Bandeirantes de ontem (16), consultou o Observador Certificado e coordenador do Núcleo de Esforço Legal do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Kenedy Santos Pereira, para falar sobre os principais motivos para os cinco primeiros meses de 2024 serem os mais letais dos últimos seis anos no trânsito da Grande São Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.