Matérias

IC Transportes fala sobre desafios e ações desenvolvidas em defesa da segurança viária

Escrito por Portal ONSV

29 OUT 2020 - 13H11

A IC Transportes é uma empresa dedicada ao transporte rodoviário de produtos sólidos, líquidos e gases a granel, que prima pelo treinamento e capacitação de seus colaboradores em diversos programas de segurança, na adequação do transporte e na renovação de frota. Com essas preocupações, o tema da segurança viária também é uma de suas pautas constantes, motivo pelo qual a empresa aderiu ao programa Laço Amarelo.

Desenvolvido pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, o programa visa levantar a discussão em todas as esferas da sociedade, sobre os altos índices de violência no trânsito. Assim, para conhecer melhor as ações desenvolvidas pela empresa e os desafios que enfrenta em defesa da segurança viária, o OBSERVATÓRIO entrevistou a vice-presidente administrativa da IC Transportes, Fernanda Sarreta.

Durante a Semana Nacional de Trânsito (18 a 25 de setembro), promove-se anualmente, através da conscientização de condutores, ciclistas e pedestres, um trânsito mais seguro. Esse é o momento em que todos os integrantes do Sistema Nacional de Trânsito realizem ações de educação e conscientização para a segurança de todos em trânsito.

  1. Com a experiência de mais de três décadas no transporte rodoviário de produtos sólidos, líquidos e gases a granel, como a IC Transportes enxerga a atual situação do trânsito nas rodovias?

Vemos que o trânsito ainda é complicado e difícil. Mas acreditamos que a conscientização das pessoas tem melhorado. Um exemplo disso é o uso do cinto de segurança, que há pouco tempo atrás, ninguém pensava em usar e as novas gerações já têm esse conceito automático ao entrar em um veículo.  A infraestrutura vem melhorando, talvez não na velocidade necessária e a tecnologia dos veículos também vem auxiliando a termos um trânsito mais seguro (câmeras, sensores, ABS, EBS, etc..), onde se o país conseguisse evoluir com uma idade média de frota mais baixa, ajudaria muito nesse último ponto, como vemos nos veículos da IC.

  1. Os materiais desenvolvidos pelo OBSERVATÓRIO, através do programa Laço Amarelo ajudam aos colaboradores da empresa a uma conscientização do trânsito seguro, não só como motoristas, mas também como pedestres, ciclistas e motociclistas?

Com certeza ajuda! Por isso, na IC Transportes, divulgamos não apenas para motoristas profissionais, mas para todos os colaboradores, familiares e comunidades que estamos inseridos. Porque acreditamos na conscientização através da repetição, por isso é tão importante falar de segurança constantemente.

Fazemos campanhas para motociclistas, pedestres e todos os usuários vulneráveis. Além claro, de sempre reforçar com conceitos de segurança com nossos motoristas profissionais.

O OBSERVATÓRIO promoveu uma série de webinars durante a Semana Nacional de Trânsito: Responsabilidade Social na Segurança Viária; Balanço da Década de Ação pela Segurança no Trânsito; Frota Segura e Sustentável; Rodovias que Perdoam.

  1. A primeira videoconferência apresentou ações de empresas que se tornaram referências ao trabalharem a segurança viária como responsabilidade social. Como a IC Transportes vê a participação de empresas na busca por mais consciência e segurança nas ruas e rodovias?

Vemos que tem sido uma crescente a preocupação e a adesão de empresas de todos os segmentos aos conceitos de segurança viária. Acreditamos que as pessoas têm aumentado a consciência perante este tema. Pois o assunto tem sido constante, pois só assim iremos alcançar um trânsito seguro para todos. E como a IC Transportes já fala sobre isso há muito tempo, enxergamos como muito positivo que todas as empresas façam parte desse movimento para salvar vidas no trânsito.

  1. Entre os seus colaboradores, como a IC Transportes desenvolve ações relacionadas à segurança viária com os materiais do programa Laço Amarelo? Qual a estimativa de alcance dessas ações?

Exploramos nas redes sociais, diálogo semanal de segurança com motoristas, temos uma prática na IC que chamamos de Minuto Segurança, que ocorre antes de qualquer reunião, tiramos um minuto para falar sobre segurança e os materiais são muito usados para esse conteúdo. Além disso, realizamos uma forte divulgação por WhatsApp, que atinge não só os colaboradores mais as famílias, pois acreditamos que um trânsito seguro é responsabilidade de todos.

Saiba como fazer parte do Programa Laço Amarelo: https://bit.ly/30Rhs0R

Foto: Divulgação/IC Transportes

Univasf_recebe_comite_regional_prevencao_acidentes_moto
Observadores Certificados

Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do Francisco/PE recebe Comitê Regional de Prevenção aos Acidentes de Moto

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do Francisco (HU-Univasf), em Pernambuco, recebeu, no final de maio, a visita de um grupo de membros do Comitê Regional de Prevenção aos Acidentes de Moto (CRPAM) e representantes do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária e do Observatório de Segurança Pública do Município de Petrolina. O objetivo foi mostrar in loco, a partir dos fluxos de atendimentos e internações no Hospital, as repercussões dos sinistros de transporte terrestre para a saúde pública. O HU-Univasf é um dos 45 hospitais gerenciados pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

SP2_330_pessoas_morreram_atropeladas_na_capital_de_sao_paulo_em_2023
Matérias

330 pessoas morreram atropeladas na capital de São Paulo em 2023

O SP2, telejornal da TV Globo, da última quinta-feira (13), alertou sobre o crescente risco no trânsito para os pedestres na capital e Grande São Paulo. Somente em 2023, 330 pessoas morreram atropeladas na capital paulista. O CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, reforçou a necessidade de investimento em campanhas de educação para o trânsito durante a reportagem.

Observador_certificado_ministra_palestra_camara_de_vereadores_de_sao_borja_rs
Observadores Certificados

Observador Certificado ministra palestra sobre segurança viária na Câmara de Vereadores de São Borja/RS

A palestra “Trânsito (in)seguro: Responsabilidades Compartilhadas”, foi ministrada no plenário da Câmara de Vereadores do município de São Borja, no Rio Grande do Sul, pelo Observador Certificado e representante do Maio Amarelo 2024, Eduardo Cadore, no final do mês de maio.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.