Matérias

Infrações de motociclistas aumentam 165% em Minas Gerais; OBSERVATÓRIO adverte sobre os perigos causados pelo desrespeito às leis de trânsito

Escrito por Portal ONSV

24 AGO 2021 - 10H08

Manobras em motos podem ser consideradas crimes de trânsito

Em Minas Gerais, infrações envolvendo manobras arriscadas em motocicletas aumentaram 165% de janeiro a julho deste ano, expondo a imprudência e desrespeito de alguns condutores pelas regras de trânsito e segurança da população. Dependendo do resultado, o exibicionismo pode virar crime de trânsito, como ressaltou a reportagem do MG no Ar, noticiário da Rede Record. O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária foi consultado, por meio de sua coordenadora do Núcleo de Educação, Roberta Torres, e o advogado e presidente do Conselho Fiscal, Maurício Pontello, para falar sobre o perigo desse comportamento imprudente no trânsito.

“Aumenta a chance desse motociclista se envolver, seja por qualquer descuido, seja por um elemento na via, seja por um outro veículo que esteja passando no momento ali e que pode levar nesses segundos ao acidente, efetivamente, à queda”, ressaltou Roberta Torres.

De janeiro a julho deste ano foram realizados 2.700 atendimentos a motociclistas no hospital João XXIII, no mesmo período do ano passado, foram 2.320 casos. De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), em Minas Gerais, o registro de infrações relacionadas a malabarismos em motos aumentou 165% no mesmo período deste ano. Foram 2.370 infrações, contra 893 registradas de janeiro a julho de 2020. A reportagem alertou que o exibicionismo pode se tornar um crime de trânsito com prisão.

“Vamos falar que o menino caia na hora que ele está fazendo isso e aquela moto derrapa, pega alguém e machuca, se for lesão corporal de natureza grave, por exemplo, ele vai ser recluso, de três a seis anos de cadeia. Se alguém morre em uma situação dessas, por exemplo, é de cinco a dez anos”, alertou Maurício Pontello.

Minas Gerais é o segundo estado do país em número de indenizações do seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) pagas por sinistros de trânsito envolvendo motocicletas. Foram 26.580 no ano passado, quatro vezes mais que as indenizações pagas por ocorrências com automóveis. A faixa etária das pessoas que mais receberam o seguro está entre 25 e 44 anos.

Assista à reportagem completa: https://noticias.r7.com/minas-gerais/mg-no-ar/videos/manobras-em-motos-podem-ser-consideradas-crimes-de-transito-16082021

[vc_separator type="transparent"][vc_gallery interval="3" images="28028,28029" img_size="full"]

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Observador_certificado_nomeado_secretario_municipal_mobilidade_urbana_paco_lumiar_ma
Observadores Certificados

Observador Certificado é nomeado secretário Municipal de Mobilidade Urbana do município de Paço do Lumiar/MA

A edição de 03 de junho, do Diário Oficial de Paço Lumiar, no Maranhão, publicou o decreto a nomeação do Observador Certificado Fábio Fernandes Alves para o cargo de secretário municipal de Mobilidade Urbana do município. Essa nomeação auxiliará na implementação e desenvolvimento de ações de segurança viária e mobilidade em Paço Lumiar, Região Metropolitana de São Luís.

Observador_Certificado_ministra_palestra_em_workshop_do_ministerio_publico_minas_gerais
Observadores Certificados

Observador Certificado ministra palestra em workshop realizado pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG), uma Entidade Laço Amarelo, por meio de sua Diretoria de Gestão de Frota (DGET), realizou no final do mês de maio o Seminário “Transportando Vidas no Maio Amarelo”. O evento que ocorreu no Salão Vermelho do MPMG, em Belo Horizonte, contou com a participação do Observador Certificado e representante do Movimento Maio Amarelo em Minas Gerais, Alexander Magalhães.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.