Matérias

Rádio Crea-MG apresenta projetos desenvolvidos pelo Rodovias Que Perdoam

Escrito por Portal ONSV

12 AGO 2021 - 13H00

Encerrando as entrevistas sobre o programa Rodovias Que Perdoam, a Rádio CREA-Minas Gerais, conversou com o diretor de Assuntos Estratégicos do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (ONSV), general da reserva Jamil Megid Júnior, para contar um pouco sobre a origem e avanço do projeto.

Segundo explicou Megid, há mais de dez anos, o OBSERVATÓRIO trabalha com educação, pesquisa e planejamento para estimular o convívio harmônico entre pessoas, veículos e vias. Em 2018, a instituição organizou uma série de seminários sobre mobilidade humana, segura e sustentável. O propósito: difundir no Brasil o conceito de rodovias que perdoam. Ou seja, estradas projetadas para diminuir o impacto de sinistros e, em alguns casos, até mesmo evitá-los.

No ano seguinte, empresas, entidades e órgãos públicos assumiram o compromisso de integrar núcleos de estudos do OBSERVATÓRIO. O processo ganhou força e em 2020 grupos de trabalho reuniram mais de 60 especialistas. Após nove meses de trabalho, que incluíram reuniões virtuais, os gestores consolidaram quase 400 propostas em um relatório.

O documento prevê a adoção de soluções de baixo custo e de rápida aplicação em rodovias brasileiras, com o intuito de aumentar a segurança, reduzir o número de acidentes e, consequentemente, diminuir ao máximo o número de mortes e lesões nas estradas. O diretor de Assuntos Estratégicos do OBSERVATÓRIO conta que o trabalho avança à prática. Um projeto piloto prevê a revisão da segurança viária de dois trechos em obras, um na BR 230, na Paraíba, e outro na BR 116, no Rio Grande do Sul. Para isso, engenheiros do exército, do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) foram capacitados. No Brasil, o conceito de rodovias que perdoam foi incorporado na norma ABNT NBR 15486, publicada em 2007 e revisada em 2016. A norma estabelece um conjunto de orientações para a segurança no tráfego e a realização dos projetos de dispositivos de contenção viária.

Conforme ressaltou Megid, “Primeiro estudamos depois fomos para o trecho. Estudamos o projeto atual, que é a parte de sinalização e segurança. Fomos lá no local e verificamos se o que foi estudado, o projeto existente e novas possibilidades de melhoria, levantamos nos dois trechos 65 pontos e aspectos que poderiam ser melhorados e até corrigidos. E a gente imagina que vai haver a adequação dos projetos, a aprovação pelo Dnit e pretendemos que até o final do ano sejam executadas as melhorias”, explicou.

Comprometido com um trânsito seguro, respeitoso, ético e cidadão, o Crea-MG (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais) é uma entidade Laço Amarelo e parceiro do OBSERVATÓRIO. Essa aliança demonstra que a preocupação e o empenho pela educação e conscientização por um trânsito seguro sempre fizeram parte da vida do Conselho e dos profissionais da engenharia, da agronomia e das geociências. Muitos deles, com atuação direta para minimizar os impactos da violência do trânsito na vida dos brasileiros.

Leia a entrevista completa:

http://www.crea-mg.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3004

Ou, ouça pela Rádio Crea-MG: http://radiocreaminas.com.br/creaminas/jw.php

[vc_gallery interval="3" images="27926,27927,27928,27929" img_size="full"]

Cerca_de_62_pessoas_envilvidas_em_sinistros_de_transito_no_rio_de_janeiro_em_2023
Observadores Certificados

Cerca de 62 pessoas envolvidas em sinistros de trânsito por dia no Rio de Janeiro em 2023

O telejornal Bom Dia Alerj da TV Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), de hoje (21), apresentou uma reportagem sobre violência no trânsito nos grandes centros urbanos e destacou uma pesquisa que classifica o estado do Rio de Janeiro entre os três com os motoristas mais rudes do Brasil. O especialista em Gestão e Direito de Trânsito e Observador Certificado, Maicon de Paula, foi consultado e defendeu a Educação para o Trânsito como instrumento para diminuir a violência no trânsito.

Regiao_do_grande_abc_registra_mes_de_maio_mais_letal_desde_2015
Observadores Certificados

Região do Grande ABC registra o mês de maio mais letal no trânsito desde 2015

A edição de ontem (20), do Diário do Grande ABC, em São Paulo, destacou que apesar do mês de maio ser marcado como uma época de conscientização para a segurança no trânsito, a Região do Grande ABC registrou o mais letal no trânsito desde 2015. O Observador Certificado Regis Frigeri foi consultado pela reportagem para falar sobre a eficácia das campanhas anuais de conscientização promovidas pelo Maio Amarelo diante do aumento de sinistros de trânsito.

Faixa_azul_deve_chegar_a_200km_na_cidade_de_sao_paulo_ate_o_final_do_ano
Matérias

Faixa Azul deve chegar a 200 km na cidade de São Paulo até o final do ano

A Faixa Azul é um projeto da prefeitura de São Paulo que cria uma pista exclusiva para motos em avenidas movimentadas da cidade. Iniciada em 2022, teve rápida expansão para se tornar uma bandeira eleitoral e deve chegar a 200 quilômetros no fim do ano. O head de Mobilidade Segura do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Pedro Borges, foi um dos especialistas que falou ao Globo na última quarta-feira (19), sobre os resultados apresentados.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Matérias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.