Comunicação

PESQUISA SOBRE VELOCIDADE MÉDIA DOS CONDUTORES EM RECIFE/PE

Observador Certificado fala sobre a necessidade dessa pesquisa e sobre o debate do tema à Rádio Jornal Recife

Escrito por Portal ONSV

04 ABR 2023 - 15H51

Uma pesquisa vai medir a velocidade média dos condutores nas principais vias do Recife, em Pernambuco, para identificar como os motoristas se comportam no trânsito. A análise será realizada pela CTTU (Companhia de Trânsito e Transporte Urbano) em parceria com a Universidade Federal do Ceará e a Universidade John Hopkins, dos Estados Unidos. A Rádio Jornal Recife falou com o Observador Certificado do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Emanoel Silva, sobre a necessidade desse debate.

O levantamento que é realizado desde 2020, visa estabelecer um comparativo anual e assim analisar se as políticas implementadas pela gestão municipal são suficientes ou se existe necessidade de intensificar as ações em determinada localidade.

Conforme destacou o Observador Certificado, Emanoel Silva, “O condutor precisa entender que quanto maior é a velocidade do veículo, maior é o risco de lesões e mortes no trânsito, principalmente para os usuários mais vulneráveis que são pedestres, ciclistas e motociclistas. A título de exemplo em um atropelamento a 50 km/h, o pedestre tem 20% de chance de morrer. Já em um atropelamento a 80 km/h, esse risco passa para 60%. Ou seja, você aumentou 30 km/h a mais no veículo e triplicou a chance daquele pedestre perder a vida.”

Em 2020, em média 37% dos condutores fiscalizados no município excederam a velocidade. Já na ação realizada em 2022, o percentual caiu para 24%. Emanoel Silva destacou o fator que contribuiu para essa redução.

“Certamente essa redução tem a ver sim com a realização de ações de conscientização como as ações de engenharia e fiscalização. O condutor precisa ter a consciência de que ao aumentar a sua velocidade ele aumenta muito mais o risco de se ferir ou de perder a vida no trânsito”, ressaltou o Observador Certificado.

Ao todo serão analisados 16 locais, como por exemplo, as avenidas Norte e Agamenon Magalhães que tiveram a fiscalização por excesso de velocidade intensificada após as primeiras rodadas da pesquisa. Durante a ação os pesquisadores estarão nas ruas com equipamentos medidores de velocidade dos veículos, das 07h30 às 12h, e das 13h30 às 18h. Vale destacar que motoristas que forem flagrados excedendo os limites de velocidade no trânsito podem receber multa. Que dependendo da gravidade da infração pode chegar a mais de R$ 880,00.

Ouça a matéria: https://hearthis.at/tecnologia/mat.-maria-luna-pesquisa-cttu-velocidade-28-03/

Foto: Iggor Gomes/Arquivo PCR – Divulgação.

Boleto