fbpx
Loader
Curso “Rodovias Que Perdoam – Brasil: da teoria à prática” realiza visitas técnicas em trechos rodoviários da PB e RS
27718
post-template-default,single,single-post,postid-27718,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Curso “Rodovias Que Perdoam – Brasil: da teoria à prática” realiza visitas técnicas em trechos rodoviários da PB e RS

Curso “Rodovias Que Perdoam – Brasil: da teoria à prática” realiza visitas técnicas em trechos rodoviários da PB e RS

Organizado e coordenado pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (ONSV), o curso de extensão em Segurança Viária e Mobilidade denominado “Rodovias Que Perdoam – Brasil: da teoria à prática” (RQP-BR) marcou presença, com seus coordenadores e alunos, nos trechos selecionados das BR-230/PB (Cabedelo) e BR-116/RS (Guaíba).

A finalidade principal dessas visitas técnicas, no período de 07 a 09 de julho, foi analisar in loco o projeto dessas rodovias e de suas áreas de influência e observar, à luz dos novos conceitos de segurança viária e mobilidade já debatidos nas aulas, quais aspectos desses trechos rodoviários poderão ser aprimorados pela aplicação de tecnologias atuais, inovações e boas práticas que reduzam as ocorrências de sinistros (acidentes) de trânsito e/ou mitiguem a severidade dos impactos.

Diversas melhorias foram levantadas pelos integrantes do curso RQP-BR com o apoio e a participação dos Batalhões de Engenharia de Construção do EB, executantes dessas obras, do DNIT, da PRF e do MINFRA. As propostas para possíveis ajustes em ciclovias, acessos e interseções, sinalização horizontal e vertical, iluminação urbana e dispositivos de contenção serão agora avaliadas e incluídas na revisão de projeto em fase de obras para aprovação do DNIT e, posteriormente, para aplicação pela Engenharia do Exército nesses dois trechos das BR-230/PB e BR-116/RS.

Essa parceria fundamental do Observatório com SNTT/MINFRA, DNIT, ANTT, PRF, EXÉRCITO, ABNT, ABEETRANS e ABSeV, entre outros, demonstra o engajamento e a forte disposição de órgãos e instituições para empregar soluções práticas, de baixo custo, rápida implementação e que, principalmente, permitam intervenções eficientes em locais críticos de sinistros selecionados ao longo de rodovias e de vias urbanas. Tudo isto para obter rodovias seguras, humanas, sustentáveis e que, consequentemente, salvem vidas nas rodovias brasileiras.

No Comments

Post A Comment