fbpx
Loader
OBSERVADOR CERTIFICADO PROMOVE SEGURANÇA VIÁRIA E MOBILIDADE URBANA DURANTE SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO
28318
post-template-default,single,single-post,postid-28318,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

OBSERVADOR CERTIFICADO PROMOVE SEGURANÇA VIÁRIA E MOBILIDADE URBANA DURANTE SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO

OBSERVADOR CERTIFICADO PROMOVE SEGURANÇA VIÁRIA E MOBILIDADE URBANA DURANTE SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO

O Observador Certificado, José Luiz Britto Bastos, participou de entrevistas e live que destacaram a importância do debate e iniciativas para promover a segurança viária e mobilidade urbana, durante a Semana Nacional de Trânsito em Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais.

Durante os eventos realizados na Semana Nacional de Trânsito (18 a 25 de setembro) de 2021, a JFTV Câmara de Juiz de Fora, questionou, “que Juiz de Fora do futuro nós queremos?”. Ao destacar as dificuldades enfrentadas pelos pedestres para atravessar vias movimentadas da cidade, no lançamento da campanha da Câmara Municipal ‘Pé na Faixa, Pé no Freio’, enfatizando os cuidados para com os pedestres.

José Luiz Britto Bastos foi ouvido pela reportagem para falar sobre a ação e destacou que todo motorista é um pedestre em algum momento e que por isso, ele é o principal ator do trânsito.

Segundo o Observador Certificado, “você tem que ofertar um transporte público de qualidade. Quando você vai na padaria, você não pode ir no seu automóvel, quando você vai levar as crianças para o colégio, você não pode ir no seu automóvel, deveria utilizar o transporte público. Até porque, o seu transporte privado, particular, individual, ocupa um espaço absurdo em relação ao transporte público. Você transporta no ônibus 80 pessoas, em um veículo particular, você transporta uma ou duas pessoas no máximo”, comentou.

Assista à entrevista completa:

 

Ou ouça pelo Spotify:

https://open.spotify.com/episode/72H1hDajn2jurxKz5kfwGi?si=-0rXGLVfTNiKk9DjP9n5SQ&utm_source=whatsapp&dl_branch=1&nd=1

 

 

Artigo no Jornal Tribuna de Minas

No domingo (19/09), o jornal Tribuna de Minas publicou o artigo do Observador Certificado, José Luiz Britto Bastos, destacando a quantidade de infrações de trânsito cometidas em Juiz de Fora. Com o título “No Trânsito, seja responsável!”, o Observador Certificado destacou os excessos e imprudências de todos os modais no trânsito local.

Segundo destacou José Luiz, “Indistintamente, a grande maioria que faz o trânsito não respeita nada. Estacionam em locais proibidos com piscas alertas ligados, sobre as calçadas e bem debaixo das placas de proibido parar/estacionar. Mas por que isso acontece? Falta de respeito e educação, lógico, mas também por falta de fiscalização física e/ou eletrônica.”

Leia o artigo completo, em: https://tribunademinas.com.br/opiniao/tribuna-livre/19-09-2021/no-transito-seja-responsavel.html

 

 

Live – 24 anos do Código de Trânsito Brasileiro e alterações recentes

Na sexta-feira (24/09) foi realizada uma live com o tema “24 anos do CTB e suas alterações recentes”, no YouTube da PJF (Prefeitura de Juiz de Fora), com a participação do policial rodoviário federal e bacharel em Direito, Wharley Dumas Gonçalves; do agente de transporte e trânsito da PJF e educador de trânsito, Jorge Franco; e mediada pelo mestre em Engenharia de Transportes e Observador Certificado, José Luiz Britto Bastos.

Assista:

 

 

Mobilidade Urbana e o uso da bicicleta

No dia 27 de setembro, o JFTV Câmara abordou o tema “Mobilidade Urbana e o uso da bicicleta” na reportagem que destacou a importância das ciclorrotas para a mobilidade na área central de Juiz de Fora.

A matéria destacou as dificuldades que os ciclistas enfrentam devido à falta de espaço, ciclovias e ciclofaixas adequadas para o transitar. Consultado pela equipe de reportagem, o Observador Certificado defendeu a implantação de ciclovias em vários pontos da cidade.

“O veículo tem que respeitar um metro e meio da bicicleta, as ciclorrotas foram colocadas na cidade, mas as ciclorrotas e nada é a mesma coisa. Eu sou um defensor da criação de uma rede cicloviária em Juiz de Fora, mas uma rede para valer mesmo, como já existe até uma lei do [vereador] Flávio Cheker a respeito disso”, destacou.

Assista à matéria completa:

No Comments

Post A Comment