OBSERVATÓRIO | OBSERVATÓRIO comenta meta da ONU sobre redução de acidentes no trânsito no jornal Bom Dia Brasil, da TV Globo
23733
post-template-default,single,single-post,postid-23733,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

OBSERVATÓRIO comenta meta da ONU sobre redução de acidentes no trânsito no jornal Bom Dia Brasil, da TV Globo

OBSERVATÓRIO comenta meta da ONU sobre redução de acidentes no trânsito no jornal Bom Dia Brasil, da TV Globo

“Se não houver percepção de risco, não há mudança de comportamento”.

Apesar de reduzir as mortes decorrentes de acidentes no trânsito, o Brasil está longe de cumprir as metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) até 2020, segundo informa a reportagem do Jornal Bom Dia Brasil, da TV Globo, de hoje (15/01), que contou com a participação do diretor-presidente do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, José Aurélio Ramalho, para comentar sobre o tema.

Conforme a reportagem, no ritmo atual, o país só cumprirá a meta estabelecida em 2030, ou seja, com 10 anos de atraso. Entretanto, a meta seria cumprida mais rápido se os motoristas tivessem a percepção de risco de acidentes e mortes no trânsito, causados por suas ações, conforme informa o diretor-presidente do OBSERVATÓRIO.

Para Ramalho: “Se não houver percepção de risco, não há mudança de comportamento. Por isso, é difícil muitas vezes, mostrar a importância do uso do cinto de segurança, em não usar o celular, de não beber e dirigir, porque primeiro, há o entendimento de que comigo não vai acontecer nada, e o segundo, ele não consegue perceber a gravidade daquela imprudência ou negligência que está cometendo”, explica.

Assista à matéria completa em: https://globoplay.globo.com/v/8237650/

Foto: Bom Dia Brasil/G1

2 Comentários
  • Antônio Peixoto de Melo
    Postado às 12:21h, 15 janeiro Responder

    Criar uma cultura onde tenhamos mais atenção e entendimento que acidente pode acontecer comigo e portanto devo me prevenir buscando sempre conhecimento do Código de Trânsito e aplicar no dia a dia contribuirá para minimizar o problema.

  • Claudete Alves de Souza
    Postado às 14:18h, 15 janeiro Responder

    Parabéns presidente ONSV José Aurélio Ramalho, sua fala foi fantástica.
    Se não houver percepção de risco não há mudança de comportamento.
    Ramalho tbm é um grande militante , assim como outros que realmente se preocupa em salvar vidas no trânsito.

Escreva um comentário