fbpx
Loader
Para salvar vidas, rodovias também precisam “perdoar”
26739
post-template-default,single,single-post,postid-26739,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

Para salvar vidas, rodovias também precisam “perdoar”

Para salvar vidas, rodovias também precisam “perdoar”

A entrega do mais recente estudo do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária (ONSV) desenvolvido em parceria com a UFPR (Universidade Federal do Paraná) para mudar a segurança das rodovias no país, o “Rodovias Que Perdoam – Brasil”, foi destaque no caderno Mobilidade do Estadão de ontem (16).

O 3º Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável – Rodovias Que Perdoam – Brasil, realizado pelo OBSERVATÓRIO, apresentou o relatório final do trabalho ao Ministério da Infraestrutura, após mais de três anos entre a concepção do estudo e reunião de parceiros e colaboradores.

“Em 2019, realizamos o primeiro seminário sobre o tema. De lá, saíram seis células de trabalho, envolvendo cerca de 40 técnicos, que representaram mais de 60 empresas, entidades e órgãos públicos, que, durante dois anos, estudaram o que há de mais moderno nesse conceito em muitos países”, pontuou o diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho.

Tornar as rodovias do País seguras, ou seja, que ‘perdoem’ as possíveis falhas humanas, é um conceito internacional e adotado em muitos lugares, como explicou Ramalho. “O estudo ‘Rodovias Que Perdoam – Brasil’ traz exatamente isso: soluções de baixo custo e de rápida adoção para que trechos em que, hoje, são considerados perigosos possam deixar de ser ‘protagonistas’ de sinistros, envolvendo mortes ou deixando muitos feridos”, disse.

O estudo propõe a adoção de nove metas de segurança viária a serem tomadas nas rodovias já existentes e nos futuros projetos. Mas ele vai além: traz uma abordagem completa que irá, intuitivamente, mostrar ao usuário quais riscos e onde todos são mais vulneráveis.”

Para ver o estudo completo, acesse: http://bit.ly/3vbgJ7i

Leia a matéria completa em: https://mobilidade.estadao.com.br/mobilidade-com-seguranca/para-salvar-vidas-rodovias-tambem-precisam-perdoar/

Foto: Getty Images/Mobilidade Estadão

No Comments

Post A Comment