Loader
Crianças estão atentas aos perigos do trânsito e cobram dos pais posturas mais seguras
18887
post-template-default,single,single-post,postid-18887,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Crianças estão atentas aos perigos do trânsito e cobram dos pais posturas mais seguras

Crianças estão atentas aos perigos do trânsito e cobram dos pais posturas mais seguras

Olhinhos brilhantes e ouvidos atentos. Assim os alunos da Escola Montreal, de Indaiatuba (SP) acompanharam a palestra proferida por José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, sobre Segurança no Trânsito. A atividade fez parte da programação do Maio Amarelo na escola.

O público, formado por crianças de 4 a 8 anos, recebeu informações de como preservar a sua própria segurança nos deslocamentos e como cobrar dos pais que respeitem as leis de trânsito. E ainda, puderam tirar dúvidas sobre o trânsito.

Quando questionados sobre o uso do cinto de segurança e de dispositivos de segurança como o assento de elevação, a maioria respondeu que usa sempre que está no veículo. Que bom!

Cuidado, papai e mamãe: as crianças estão vendo o que vocês fazem de errado! Perguntados se o papai ou a mamãe usam o celular enquanto dirigem, alguns disseram que sim e demonstraram ter a percepção de risco quando o motorista passa no sinal amarelo ou ‘fura’ o vermelho. Daí a importância de educar e conscientizar os pequeninos, desde cedo, para respeitar as regras de trânsito e conduzir com responsabilidade.

“Já participei de centenas de eventos, na maioria das vezes ‘pregando para convertidos’, ou seja, falando dentro do ambiente do Sistema Nacional de Trânsito. Confesso que esta foi uma das experiências mais enriquecedoras que participei. Falei para uma plateia interessada, ‘perguntadeira’, curiosa e que certamente é a nossa esperança para as mudanças que esperamos no trânsito do país”, contou Ramalho.

No Comments

Post A Comment