Loader
Placa padrão Mercosul pode ser anulada pelo presidente
20667
post-template-default,single,single-post,postid-20667,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

Placa padrão Mercosul pode ser anulada pelo presidente

Placa padrão Mercosul pode ser anulada pelo presidente

O tema, já abordado pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, no qual defende a exclusão dos brasões de municípios e Estados, uma vez que esse detalhe a torna mais cara que nos outros países, pode agora ter outro resultado.

Na matéria do dia 15 de março, escrita para o AutoPapo, pela jornalista Laurie Andrade, o tema sobre a anulação do novo padrão de placas foi abordado pelo presidente Bolsonaro, via transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Em uma transmissão via redes sociais o presidente Jair Bolsonaro, se mostrou favorável ao fim da padronização das placas padrão Mercosul. Segundo ele, “Estamos tentando uma maneira legal, acho que dá para encontrar, para acabar com essa placa Mercosul”.

Vale lembrar que de acordo com a Resolução 770/2018, publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 28 de dezembro de 2018, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou a adoção das chapas para 30 de junho de 2019. Conforme dados do Denatran, as placas padrão Mercosul já estão nas ruas de sete unidades federativas: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Matéria em: https://autopapo.com.br/noticia/placas-padrao-mercosul-bolsonaro/

1 Comment
  • Alex Azevedo
    Posted at 10:12h, 22 março Responder

    Os crimes. salvo os digitais e outros poucos casos, tem alguma de suas fases executadas no “ambiente” trânsito.

    Assim, quanto mais idas e vindas nestas questões que envolvem a identificação dos veículos, sempre teremos um campo fértil para que quadrilhas e meliantes de plantão se aproveitem destas fragilidades e tenham maior facilidade no cometimento de fraudes, simulações/dissimulações, compra/venda falsas e uma grande sorte de golpes que surgem no mercado a todo dia.

    Não se pode a todo momento e sem a adoção de uma estratégia de ação, aprovar Leis, e na sequência torná-las sem efeito, Ou ainda, estipular prazos capitais e na véspera destes, dar um “jeitinho” e prorrogar ou novamente estender prazos, liberando de obrigações os que já sabiam que ela adviria.

    Ressalte-se os investimentos naqueles Estados que já adotaram as novas Placas Mercosul e nos milhares de proprietários que já pagaram a mais por elas e que serão prejudicados, caso uma nova mudança venha a ocorrer.

Post A Comment