OBSERVATÓRIO | Relatório Sinais Vitais 2019, utiliza dados do OBSERVATÓRIO ao tratar de Mobilidade Urbana em Campinas
23698
post-template-default,single,single-post,postid-23698,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Relatório Sinais Vitais 2019, utiliza dados do OBSERVATÓRIO ao tratar de Mobilidade Urbana em Campinas

Relatório Sinais Vitais 2019, utiliza dados do OBSERVATÓRIO ao tratar de Mobilidade Urbana em Campinas

Produzido pela Fundação Urbe9, o Relatório Sinais Vitais (RSV) 2019, consultou o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, sobre dados referentes às estatísticas de trânsito de Campinas (SP), para a construção desse projeto.

O projeto é um estudo minucioso e abrangente de fatores independentes, mas fortemente conectados, que impactam o desenvolvimento das cidades, produzido pela Fundação Urbe9, entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais de diversas áreas para fomentar iniciativas que desenvolvam a cidade e empoderem a sociedade.

Proporcionando assim, um foco sobre as prioridades que precisam ser consideradas pelos cidadãos e por todos aqueles que se propõe a administrar nossas cidades. Conectando o capital humano, social e financeiro às necessidades e oportunidades das cidades.

O décimo tema, que aborda a Mobilidade Urbana (entre as páginas 62 e 69), utilizou dados sobre estatísticas do trânsito em Campinas, fornecidos pelo OBSERVATÓRIO para a elaboração do capítulo, tratando de pontos como: mortes no trânsito, evolução da mortalidade no trânsito, custo total das mortes no trânsito, entre outros assuntos.

Segundo um dos diretores-fundadores da Urbe9, o Dr. Eduardo José Vanti Sancho: “O Relatório Sinais Vitais é um estudo analítico e panorâmico de fatores independentes, mas fortemente conectados, que impactam o desenvolvimento das cidades. Representa um verdadeiro ‘check-up’ anual dos municípios, medindo sua vitalidade, saúde econômica, tendências físicas e sociais, e indicando as áreas críticas para a qualidade de vida e o desenvolvimento das pessoas que neles vivem”, argumenta.

O RSV permite a consolidação de dados e informações, tanto de problemas, desafios, tendências e oportunidades, quanto das iniciativas de excelência na geração de impacto e inovação social, necessárias para o estabelecimento de boas políticas públicas e o efetivo engajamento de todos para uma cidade melhor.

O que proporciona, desse modo, uma bússola, um mapa, uma ferramenta de foco sobre as prioridades que precisam ser consideradas pelos cidadãos e por todos aqueles que se propõem a bem administrar nossas cidades, objetivando um futuro melhor e pleno de possibilidades.

 O Dr. Sancho esclarece quais serão os próximos passos: “Iniciar a série de Diálogos Vitais com os principais ‘stakeholders’ direta ou indiretamente envolvidos com os problemas e soluções apontados no RSV 2019. Começar a elaboração sistematizada das soluções de inovação social de alto impacto já disponíveis em nossa cidade e região, e começar a elaboração do RSV 2020”, finaliza.

Leia o Relatório Sinais Vitais 2019, em:

https://www.flipsnack.com/observatorio/urbe9-relato-rio-sinais-vitais-campinas-2019.html

Sem comentários

Escreva um comentário