Artigos

87% dos soteropolitanos deixaram de beber e dirigir para usar aplicativos de transporte

Escrito por Portal ONSV

28 MAI 2019 - 15H36

Salvador, 22 de maio de 2019 – Pesquisa do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), realizada pelo Datafolha com o apoio da Uber, mostrou que 87% da população da região metropolitana de Salvador que consome bebida alcoólica passou a usar apps de mobilidade ao invés de dirigir. Isso representa um número ainda maior que a média nacional

de 68%, também identificada pelo levantamento. O objetivo da pesquisa é chamar atenção para a campanha do Maio Amarelo

- iniciativa global que busca a sensibilização em relação à segurança no trânsito e redução de acidentes.

Na região metropolitana de Salvador, o número de acidentes fatais caiu em 54% desde 2012, de acordo com dados do portal de transparência

da Transalvador. Para 85% dos entrevistados pelo Datafolha na região, os apps de transporte ajudaram na diminuição de mortes no trânsito causadas pelo consumo de bebida alcoólica e 87% concorda que apps de mobilidade deixaram o trânsito mais seguro.

A pesquisa aponta ainda que 83% dos moradores da região metropolitana de Salvador concordam que passaram a usar aplicativos de transporte para ir para festas, comemorações e bares e 87% acredita que a população passou a usar mais apps de mobilidade em vez de sair de carro quando consomem bebida alcoólica.

O principal motivo (48%) para os soteropolitanos utilizarem os apps de transporte é a segurança, seja por medo de assaltos ou acidentes envolvendo bebida e direção. Outros motivos que levam à essa escolha, de acordo com a pesquisa, é a praticidade com 44%, tempo menor de viagem com 24% e horário da noite com 13% da opinião dos entrevistados. O levantamento também revelou que, para 61% da população, no passado, as pessoas bebiam e dirigiam por falta de opção de transporte.

De acordo com o levantamento, a utilização dos apps de mobilidade para ir a festas, restaurantes e comemorações chega a 49% entre os residentes das regiões metropolitanas do país. Para essas ocasiões, a pesquisa aponta que 40% dos soteropolitanos opta pelo aplicativo, o transporte público fica em segundo lugar com 22% e o carro ou motocicleta própria tem 19% da preferência.

Dados da pesquisa Datafolha*:

  • 87% da população da região metropolitana de Salvador que consome bebida alcoólica passou a usar apps de mobilidade ao invés de dirigir. A média nacional é de 68%.
  • 85% dos entrevistados pelo Datafolha na região, os apps de transporte ajudaram na diminuição de mortes no trânsito causadas pelo consumo de bebida alcoólica
  • 83% dos moradores da região metropolitana de Salvador passaram a usar aplicativos de transporte para ir para festas, comemorações e bares
  • 87% acredita que a população passou a usar mais apps de mobilidade em vez de sair de carro quando consomem bebida alcoólica.
  • O principal motivo (48%) para os soteropolitanos utilizarem os apps de transporte é a segurança, seja por medo de assaltos ou acidentes envolvendo bebida e direção. Outros principais motivos que levam à essa escolha, de acordo com a pesquisa, é a praticidade com 44%, tempo menor de viagem com 24% e dificuldade no transporte público com 14% da opinião dos entrevistados.
  • 61% dos entrevistados acreditam que, no passado, as pessoas bebiam e dirigiam por falta de opção de transporte.
  • 40% dos soteropolitanos opta pelo aplicativo quando sai para festas, bares e comemorações, o transporte público fica em segundo lugar com 22% e o carro ou motocicleta própria tem 19% da preferência.
  • 81% dos moradores da região metropolitana de Salvador acredita que muitas pessoas deixaram de beber e dirigir porque agora podem utilizar os apps de transporte
  • Entre a população metropolitana de Salvador, 54% afirma que consome bebida alcoólica mesmo que de vez em quando.

""

""

 

""

""

""

""

""

""

""

Confira mais detalhes da pesquisa nacional do Datafolha na página do Observatório

*A pesquisa Datafolha entrevistou 3.531 pessoas entre os dias 2 e 10 de abril de 2019 e tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Além de Salvador, o estudo teve abrangência nacional, incluindo capitais, cidades de outras regiões metropolitanas e cidades do interior, de diferentes portes, em todas as Regiões do Brasil.

Sobre o Observatório Nacional de Segurança Viária

OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária

– ONSV é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP, fundada em 2011 por ocasião da Década de Redução de Acidentes de Trânsito, decretado pelo ONU – Organização das Nações Unidas e OMS (Organização Mundial de Saúde), com o propósito de desenvolver ações que contribuam de maneira efetiva para a diminuição dos elevados índices de acidentes no trânsito do nosso país.

Atuamos como um produtor de conteúdos desenvolvidos por meio de estudos, pesquisas, planejamento e informação, para subsidiar entidades públicas e privadas em ações que

impactem na redução do número de acidentes e consequentemente de vidas humanas e gastos públicos.

O OBSERVATÓRIO atua como Organização Consultora Especial junto ao ECOSOC (Conselho Econômico e Social) da ONU (Organização das Nações Unidas) e tem o apoio da UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação a Ciência e a Cultura) no Brasil e está alinhado a seis dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Mais informações

comunicacao@onsv.org.br

| press@uber.com

Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Grande_Sao_Paulo_registra_aumento_de_mortes
Observadores Certificados

Grande São Paulo registra aumento de 32% no número de mortes no trânsito

O Observador Certificado Marco Antonio Ghiraldello falou ontem (17), pela Radioagência Nacional, da EBC – Empresa Brasil Comunicação, veículo público de comunicação, sobre os principais motivos que levaram o trânsito da Grande São Paulo a registrar aumento no número de óbitos nos primeiros cinco meses de 2024, comparado ao mesmo período de 2023.

Jornal_Manha_Bandeirantes_destaca_aumento_de_sinistro_de_transito_na_grande_sao_paulo
Observadores Certificados

Jornal Manhã Bandeirantes destaca aumento de sinistros de trânsito na Grande São Paulo

O jornal Manhã Bandeirantes de ontem (16), consultou o Observador Certificado e coordenador do Núcleo de Esforço Legal do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Kenedy Santos Pereira, para falar sobre os principais motivos para os cinco primeiros meses de 2024 serem os mais letais dos últimos seis anos no trânsito da Grande São Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Saiba mais

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.