Loader
Comunicar com inovação para ser eficiente
28883
post-template-default,single,single-post,postid-28883,single-format-standard,bridge-core-2.3.6,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-22.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.9.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-28047

Comunicar com inovação para ser eficiente

Comunicar com inovação para ser eficiente

Marina de Oliveira

dezembro/2021

 

A mobilidade humana está na ordem do dia e parece ser emblemática dos novos tempos. Deixou de ser assunto para urbanistas ou pensadores e hoje é uma necessidade dos cidadãos e pode se transformar em um fundamento para as cidades inteligentes, nas quais o convívio, o trânsito e o deslocamento sejam simples e confortáveis. Para enfrentar esse desafio, a comunicação exerce um papel essencial.

Muitas empresas ainda desenvolvem sua comunicação no padrão analógico, sem considerar as novas tecnologias e como elas podem alcançar o público de maneira mais ampla e efetiva. O tempo passa e, com ele, a relação entre consumidores e empresas se transforma. Situações e desafios específicos exigem diferentes formas de se comunicar, por isso é extremamente importante analisar a melhor estratégia de canais e mensagens. Além de a comunicação ser o fator mais grave da mobilidade, trata-se de um aspecto não visível.

Vivemos uma era de comunicação fragmentada e sobrecarga informacional. Ninguém mais consegue forçar um indivíduo a notar algo que não seja pertinente para ele. A atenção das pessoas se tornou o principal e mais valioso ativo de marketing das empresas. Nesse contexto, um dos modos mais eficientes de causar engajamento é por meio do alinhamento de valores concretos, embutindo produtos e marcas em histórias que transportam um propósito: como elas querem contribuir para um mundo melhor.

Quando abordamos temas relevantes do nosso cotidiano, como trânsito e mobilidade, temos que nos comunicar de forma inovadora com diferentes perfis de pessoas, entre os quais as novas gerações que não querem perder tempo em congestionamentos e, por isso, dão menos importância ao fato de ter um automóvel por uma série de motivos: econômicos, ambientais ou por considerarem outras opções para se deslocar. A mudança de comportamento dos jovens diante de um mundo cada vez mais conectado influencia a mobilidade humana nas grandes cidades. A nova geração pensa a vida no trânsito de uma forma diferente.

É necessário empoderar essa juventude para participar ativamente dessa mudança. Como? Por meio de campanhas de conscientização que gerem empatia e, principalmente, a valorização e apropriação do espaço público, a melhoria da autoestima e o aumento da sensação de pertencimento a uma cidade mais justa e sustentável. Enfim, agregar ações que visam estimular a adesão de boas práticas e incentivar a ação de cada indivíduo na missão diária de protagonizar transformações positivas no trânsito.

Há boas oportunidades para comunicação da mobilidade e busca por novas ideias e soluções. O componente humano – o conforto, a segurança e a praticidade no deslocamento – é muito importante e deve estar no centro de qualquer plano para o desenvolvimento da mobilidade, zelando pela simplicidade no deslocamento de um ponto a outro. Devemos sempre nos colocar no lugar do outro. Não podemos nos esquecer de que o trânsito é formado por pessoas com diferentes experiências e emoções que interferem em seu comportamento como motoristas. É preciso humanizar e tolerar mais.

Conhecer sobre o conceito de mobilidade humana é fundamental para que todos atuem diretamente na transformação do cenário preocupante em que vivemos. Devemos encontrar uma nova maneira de sair da zona de conforto e pensar a cidade ‘fora da caixa’. Não podemos, porém, dissociar comunicação, mobilidade, espaço e lugar. A comunicação implica movimento social: é uma forma de ‘mover’ informação de um lugar para outro, produzindo sentido. Afinal, comunicar também é deslocar.

Marina_Oliveira

Nome: Marina de Oliveira

Cidade: Indaiatuba

Estado: São Paulo

Mini Bio: Membro do Núcleo de Comunicação do OBSERVATÓRIO, especialista em campanhas de educação de trânsito, estrategista em marketing e influência digital. Responsável por uma série de projetos de mitigação de sinistros de trânsito ao longo de duas décadas de atuação no segmento.

.

LinkedIn: in/marinadeoliveira 

Instagram: @amarinadeoliveira_

3 Comments
  • Hebert da Cruz Oliveira
    Posted at 12:32h, 26 julho Responder

    Os meios tecnológicos principalmente as redes sociais tem sido uma ferramenta importante para expandir informações sobre o dia a dia no transito esse componente faz com que as pessoas tenham conhecimento o quanto o transito é um espaço de convívio social, pode as pessoas precisam respeitar as diferenças de cada um, tornando um transito mais seguro.

  • EDINO FERREIRA CARDOSO
    Posted at 14:49h, 03 agosto Responder

    È interessante que na inserção das inovações na mobilidade é que elas vão muito além de resolver o fluxo de transportes nas ruas. No qual seus objetivos maiores são: reduzir os congestionamentos, diminuindo o estresse nas pessoas; amenizar a poluição do ar, proporcionando melhorias na saúde; estimular as pessoas a praticar atividades físicas diferenciadas para uma melhor qualidade de vida.
    Importante ressaltar que a mudança de hábitos das pessoas e o uso das novas tecnologias são determinantes para essas transformações. Optar por transportes alternativos é uma escolha que interfere diretamente em diversos aspectos para humanos e natureza. Perceba algumas atitudes que beneficiam o fluxo de transporte nos grandes centros urbanos, tanto quanto na economia e também poluição ao meio ambiente.

  • Caroline T. A. Magalhães
    Posted at 20:02h, 08 agosto Responder

    O artigo leva a uma reflexão fundamental sobre mobilidade e cidadania. Como alcançar uma comunicação eficiente, eficaz e efetiva para a garantia da equidade e segurança dos deslocamentos ? Esse é um dos grandes desafios para o alcance da mobilidade humana em nossas cidades. O ONSV, nesse sentido, através de seus estudos técnicos, divulgação de pesquisas, campanhas de educação, dentre outras ações contribui de forma significativa para a melhoria da qualidade da mobilidade nos centros urbanos do país.

Post A Comment