Artigos

NO TRÂNSITO, EU ESCOLHO A VIDA!

Escrito por Portal ONSV

18 MAI 2023 - 18H08

Aroldo Carlos Ferreira Andrade Filho*


Nos últimos anos, notícias sobre índices elevados de acidentes de trânsito e mortes causadas por estes, foram cada vez mais frequentes. A última década, primeira década dedicada a ações pela segurança no trânsito, a nível mundial, buscou trabalhar a conscientização das pessoas através de campanhas que traziam mensagens capazes de provocar uma reflexão profunda sobre como o comportamento humano no trânsito se alterou ao longo do tempo, juntamente ao próprio desenvolvimento da sociedade moderna, e como as falhas neste comportamento, no ambiente viário, provocaram terríveis consequências.

Desvelou-se de forma clara um cenário simultaneamente assustador, mas também reconfortante, em certo aspecto.


Assustador, pois foi revelado, através de dados confiáveis, aquilo que já sabíamos pelo senso comum e suspeita empírica: imprudência e desrespeito levam a consequências pesadas no trânsito, com um alto número de registros de acidentes, que deixam mortos e sequelados diariamente!


Reconfortante, no entanto, pois através de um trabalho intenso e incansável de profissionais dedicados à garantia da vida e da segurança, ações de conscientização em campanhas positivas e educativas, além de ações práticas de fiscalização, com endurecimento e rigor na aplicação das leis, trouxe alento ao permitir uma constatação: ainda existe esperança para aqueles que não desistem da luta, Nós, todos os profissionais do trânsito!


Neste ano de 2023, o Movimento Maio Amarelo completa 10 anos de existência, uma existência dedicada a reunir esforços dos mais diversos atores envolvidos no ambiente do trânsito, desde gestores educacionais, especialistas em mobilidade, urbanistas, gestores da área de transportes, Agentes de Trânsito e muitos outros.


Profissionais que, de uma forma direta ou indireta, estão imersos no ambiente viário e comungam de um único objetivo: a busca pelo desenvolvimento de mecanismos e metodologias que garantam maior nível de segurança viária aos usuários. Essa busca envolve o fortalecimento de um arcabouço legal que garanta legitimidade à causa da segurança no trânsito e o uso da educação como principal ferramenta de transformação social, para um trânsito mais ético e confiável.


Neste cenário, os Agentes de Trânsito possuem um papel crucial, por serem aqueles profissionais que estão na linha de frente, na ponta do iceberg, lidando diariamente com o principal alvo das ações relacionadas a um trânsito mais seguro: o condutor (muitas vezes infrator, infelizmente!).


O objetivo de qualquer profissional que trabalha pela segurança no trânsito é sempre um: a garantia e valorização da vida! Parafraseando uma campanha que se fortaleceu e ganhou notoriedade recentemente, a nível mundial, “no trânsito, TODAS as vidas importam”! Não é aceitável que uma pessoa ponha sua vida em risco por puro capricho pessoal e, neste ínterim, ponha em risco a vida de outros à sua volta, ainda que indiretamente.


A escolha pela vida, neste caso, não é simplesmente uma escolha objetiva, como escolher entre suco ou refrigerante. Vai muito além, pois, colocando em perspectiva, escolhe-se pela dignidade, pela preservação, pela harmonia, pela empatia ao semelhante.


Um condutor é, antes de tudo, uma pessoa como qualquer outra, um usuário do sistema viário como qualquer outro. Este deve entender que, ao estar revestido de uma pretensa armadura inviolável, ainda que aparentemente possa parecer, esta não lhe garante superioridade aos demais, ao seu redor.


Talvez este seja o maior desafio dos profissionais de trânsito, principalmente dos Agentes de Trânsito: combater não somente os atos infracionais diretos, mas a subjetividade que jaz por trás deles. O compromisso assumido pelos Agentes de Trânsito, mais do que sua competência institucional ordinária, é o de transformar a sociedade, através do esforço por um trânsito mais seguro, diariamente, atuando para prevenir os atos infracionais, atuando para fortalecer uma cultura de educação no trânsito, atuando para garantir que cada pessoa possa ir e vir de forma livre, sem precisar se preocupar com os riscos e potenciais incidentes adversos no ambiente viário.


Como profissional da área, Agente de Trânsito já há alguns anos, sempre tive como ponto norteador a preservação da vida, por considera-la um bem valioso, inegociável. Desta forma, torna-se uma responsabilidade primária da profissão o esforço para afastar quaisquer obstáculos e dificuldades que venham a impedir de alcançar esta meta.


O Agente de Trânsito, tecnicamente falando, deve abordar sua profissão à luz do que trata a legislação de trânsito, as regras e manuais, as normas de conduta e todos os demais dispositivos que lhe dão suporte profissional na sua atuação. Isto seria a mais pura transcrição da “cartilha do Agente de Trânsito”, se houvesse uma! Mas o mundo não funciona como uma máquina, com engrenagens bem montadas e com circuitos perfeitamente arquitetados para não falhar, e nem deveria, pois sistemas mecânicos extremamente precisos tendem ao desgaste pelo excesso de repetição de movimentos.


O mundo funciona de forma imperfeita, com pessoas imperfeitas, de comportamentos imperfeitos, por isso ele é tão perigoso, mas igualmente belo! É nas imperfeições que habita a possibilidade de mudança, a possibilidade de transformação, de revolução. O Agente de Trânsito tem, aqui, o mais difícil trabalho de sua profissão, o de identificar, perceber as imperfeições comportamentais, e agir, de maneira proativa, considerando sempre os aspectos técnicos, mas agir humanamente, eticamente, moralmente, com vias a inibir os atos infracionais, sem, no entanto agredir a dignidade das pessoas, pois ainda que sejam condutores infratores, são pessoas com sentimentos, emoções, conflitos e anseios, e que precisam ser levados em consideração.


No Trânsito, eu Escolho a Vida porque não há outras escolhas a serem feitas, melhores do que esta! Esta é A Escolha! É preciso ser lúcido em tempos de alienação, é preciso superar o obscurantismo e trazer à tona novos ares de educação e segurança! É preciso ser, no trânsito, a vida, e escolher vive-la bem!

*Aroldo Carlos Ferreira Andrade Filho
Agente de Trânsito (Serrinha-Bahia)
Observador Certificado
Representante Maio Amarelo

Observador_certificado_alerta_para_aumento_de_mortes_em_todo_estado_de_sao_paulo (2)
Observadores Certificados

Observador Certificado alerta para aumento de mortes no trânsito em todo o estado de São Paulo

O Observador Certificado André Ferreira falou ontem (25), ao Assis City, portal de notícias do interior de São Paulo, sobre o aumento de mortes no trânsito em todo o estado de São Paulo, sinistros que registram ainda motociclistas como maioria das vítimas.

Artigo_OC_Alvaro_Santos_Proseg_Parana
Artigos

PROSEG PARANÁ - Programa de Segurança Viária das Rodovias Estaduais do Estado do Paraná

O relatório global da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre segurança no trânsito 2023 detalha a escala das mortes no trânsito global e o progresso no avanço de leis, estratégias e ações para reduzi-las em todo o mundo. O relatório mostra que o número de mortes no trânsito caiu ligeiramente para 1,19 milhão por ano, e que os esforços para melhorar a segurança nas estradas estão tendo impacto. No entanto, o preço pago pela mobilidade continua muito alto, e uma ação urgente é necessária se a meta de reduzir pela metade as mortes e ferimentos no trânsito até 2030 for alcançada.

Iluminacao_publica_contribui_para_o_transito_seguro
Matérias

Iluminação pública contribui para o trânsito seguro

Com o intuito de orientar os prefeitos e gestores públicos quanto à perenidade das ações do Minas Led*, assim como as melhores práticas no que diz respeito à iluminação pública, a Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais, lançou a Revista Minas Led. Em sua primeira edição, traz a entrevista do CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, que fala sobre a contribuição da iluminação pública para o trânsito seguro e mobilidade urbana.

Saiba mais

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.