Artigos

Seguir ou ser seguido

Escrito por Portal ONSV

08 OUT 2013 - 18H02

"Seguir

O tempo corre e as metas não esperam. Esse foi um dos principais aspectos abordados no XXII Congresso SAE Brasil, que reúne engenheiros da mobilidade e representa aqui a SAE International, com sede nos EUA, mais de 130.000 integrantes e presença em oito países, inclusive China e Rússia.

Organizada em São Paulo, de 7 a 9 de outubro, a edição deste ano foi boa oportunidade para uma primeira avaliação do complexo programa Inovar-Auto, anunciado há um ano pelo governo federal. Curiosamente, nenhum político de peso e nem os presidentes da Anfavea e Sindipeças – principais atores dessa longa cadeia produtiva – estiveram presentes na inauguração.

Fato é que alguns aspectos regulatórios continuam em aberto, enquanto os processos de estudo, decisão e execução são sempre lentos na indústria automobilística em qualquer parte do mundo. Inovar-Auto vai até 2017, porém um ano antes os carros são homologados. Então, definições precisam sair já. Os vieses de eficiência energética e estímulo ao desenvolvimento tecnológico local podem estar corretos, mas ainda falta um real entrosamento entre as partes. Basta uma visita aos mais de 90 estandes da exposição paralela ao congresso para conhecer muitos componentes avançados, embora poucos com decisão efetiva de produção nacional.

Um exemplo é a injeção direta para motores flex etanol/gasolina que estreou no recém-lançado Focus. Bosch, Continental, Delphi e Magneti Marelli mostraram seus sistemas e se disseram prontas para fornecer. Na realidade, a Ford aproveitou para se antecipar aos concorrentes, pois produz no exterior, em boa escala, motores flex com injeção direta. Utilizou seu próprio software de gerenciamento já testado na vida real com E85, nos EUA, e facilmente o adaptou para E100 (etanol puro “descontaminado” de gasolina).

Corrida mercadológica à parte, dispositivos para economizar combustível há em todos os níveis de preço e de complexidade. Desde sensores de nova geração da Schaeffler para o sistema desliga-liga o motor, da Bosch; nacionalização de direção com assistência elétrica, da TRW; pré-aquecimento por indução elétrica em partidas a frio para injeção indireta, da Continental; para-brisas com vidros mais finos (menos peso) sem prejuízo do isolamento acústico, da Saint-Gobain.

Estacionar é incômodo e gasta combustível em tentativas infrutíferas. Pois já em 2015, no campo dos recursos caros, a Bosch oferecerá manobras totalmente automáticas, em vagas apertadas longitudinais ou perpendiculares, quando o motorista poderá sair do carro e assistir. Sistema de recuperação de energia em frenagens para fornecimento de torque adicional, conjugado ao desliga-liga do motor, inclusive em descidas suaves, tende a cair de preço em alguns anos. Pneus verdes também economizam combustível, mas no Brasil há buracos demais no caminho que exigem testes adicionais para adoção em larga escala.

Por fim, alguns fabricantes deixaram transparecer que montagem de laboratórios é relativamente fácil. Problema é ter capacidade de adquirir conhecimentos e aplicar em algo que o consumidor queira ou possa pagar. Daí vem a capacidade de apenas seguir ou ser seguido pelos outros.

Fernando Calmon

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos seus autores, não representando portanto a opinião desta organização.

Observadores_certificados_tomam_posse_cetran_mg
Observadores Certificados

Observadores Certificados tomam posse junto ao Conselho Estadual de Trânsito de Minas Gerais

No dia 23 de abril, foi realizada a posse dos novos membros do Conselho Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Cetran-MG). Na ocasião foram empossados como conselheiros os Observadores Certificados Alexander Ferreira de Magalhães e Kenedy Santos Pereira. A cerimônia ocorreu no Palácio Tiradentes na Cidade Administrativa em Belo Horizonte, e contou com a presença da Secretária de Estado e Planejamento e Gestão, Luísa Cardoso Barreto, presidente do colegiado, do Chefe da Coordenadoria Estadual de Gestão de Trânsito (CET-MG), antigo Detran-MG, Lucas Vilas Boas Pacheco, conselheiros empossados e integrantes da equipe administrativa do colegiado.

Observatorio_debate_sobre_desafios_perspectivas_seguranca_viaria_encontro_esg
Matérias

OBSERVATÓRIO debate sobre desafios e perspectivas da Segurança Viária em Encontro ESG

Com o objetivo de fomentar práticas mais sustentáveis, responsáveis, éticas e alinhadas aos valores do ESG (Ambiental, Social e Governança) no setor, o Setcesp (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região) realizou nos dias 05 e 06 de junho, o Encontro ESG: Desafios e Oportunidades no Transporte de Cargas, durante a Jornada de Sustentabilidade. O CEO do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, esteve entre os debatedores do Painel Segurança Viária ou do Trabalho desafios e perspectivas.

tv_globo_bahia_relatorio_maio_prudencia_mulheres_no_transito
Observadores Certificados

TV Globo Bahia utiliza relatório do OBSERVATÓRIO em reportagem que destaca maior prudência de mulheres no trânsito

O telejornal Bahia Meio Dia, da TV Bahia – afiliada à TV Glogo na Bahia, comparou questões relacionadas à imprudência no trânsito entre homens e mulheres em reportagem, com base em um relatório produzido pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária que destaca algumas diferenças entre mulheres e homens no trânsito brasileiro. A psicóloga do trânsito e Observadora Certificada, Bianca Cruz, destacou a importância de ações educativas exclusivas, voltadas diretamente para o público masculino.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Saiba mais

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Portal ONSV, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.